2021: Petróleo com enormes ganhos.

Os preços do petróleo caíram 1% na passada terça-feira, 28 de Dezembro de 2021, último dia de negociação do ano findo, mas tiveram o maior ganho anual em três anos, com o Brent (Angola, Nigéria, Guine Equatorial) a ganhar cerca de 23% em relação a 2019 e o americano WTI aumentou 34%.

A estes ganhos foram impulsionados pela recuperação económica global, após quedas sucessivas, agravadas pelos efeitos da pandemia da Covid-19 e pela contenção dos produtores, mesmo com as infeções a atingir níveis recordes ao redor do mundo.

O preço do barril de petróleo Brent, para entrega em Fevereiro de 2022, fechou quinta-feira, 30 de Dezembro de 2021, no mercado de futuros de Londres, em 79,32 dólares, mais 0,11 por cento do que no final da sessão anterior.

O crude do Mar do Norte, que serve de referência na Europa, terminou o dia no International Exchange Futures com uma ligeira subida de 0,09 dólares em comparação com a última negociação, quando encerrou em 79,23 dólares.

Com esse passo, o Brent fecha o ano com uma alta de 51 por cento, o seu maior ganho desde o ano de 2016, enquanto o WTI corre para um ganho de 56 por cento, o maior desempenho para o contrato de referência, desde 2009, quando os preços subiram mais de 70 por cento.

Segundo a Reuters neste Ano Novo de 2022, o petróleo Brent deve andar em cerca de 73,57 dólares por barril, abaixo dos patamares atuais, com os cortes de produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP) e os seus aliados, para compensar uma procura mais fraca.

 

Pico em 2021

O pico de 2021 foi atingido em Outubro, com o Brent em 86,70 dólares o barril, o maior desde 2018, e o WTI em 85,41 dólares o barril, o maior desde 2014.

“Tivemos Delta e Ómicron e todos os tipos de confinamentos e restrições de viagens, mas a procura por petróleo permaneceu relativamente firme”, segundo comentários do chefe da empresa australiana CommSec, Craig James.

“Isto pode ser atribuído aos efeitos do estímulo, apoiando a procura e às restrições de oferta”, sublinhou ele.

Depois de subir por vários dias consecutivos, os preços do petróleo estagnavam com os casos de Covid-19 a atingirem novas máximas em todo o mundo, por conta da variante do coronavírus Ómicron, altamente transmissível.

 

Conclusão

Uma pesquisa da Reuters, com 35 economistas e analistas, previu que o petróleo Brent venha a ter, este ano (2022), uma média de 73,57 dólares o barril, cerca de 2,00 por cento abaixo do consenso de 75,33 dólares em Novembro de 2022.

Por enquanto é a primeira redução na previsão de preços para 2022, desde a pesquisa de Agosto de 2021.

 

O que pensas disto? Este sobe e desce dos preços do petróleo afeta-te ou já estás habituado? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Imagem shutterstock ©2015
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.