A CNUCED, com sede em Genebra, prevê uma recessão económica mundial de 4,3% este ano, antecipando um crescimento de 4,1% em 2021 com as economias desenvolvidas devem a esperarem uma recuperação mais fraca em 2021, nos 3,1%, comparados com os 5,7%” das economias em desenvolvimento, segundo o documento: “Impacto da pandemia de covid-19 no Comércio e Desenvolvimento”.

A CNUCED afirma ainda que “sem surpresa, os dados mostram uma variedade divergente de tendências a nível regional e de países”, com a China e a Coreia do Sul a preverem “um crescimento positivo, apesar de fraco, em 2020, de 1,3% e 0,1%, respetivamente.

“As Américas, tanto a do Norte como a do Sul , deverão prever um crescimento negativo em 2020: a Argentina nos -10,4%, o Brasil nos -5,7%, o México nos -10% e os Estados Unidos da América de -5,4%”.

“A CNUCED prevê que o Produto Interno Bruto (PIB) caia cerca de 4,3% em 2020, com uma recuperação mundial esperada de 4,1% em 2021”, pode ler-se no relatório.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.