A Costa do Marfim usa drones para reflorestar maciçamente.

Foi anunciado o uso de drones com capacidade de plantar, nesta sexta-feira, 29 de Outubro 2021, pelo Ministro de Águas e Florestas da Costa do Marfim, Alain-Richard Donwahi, com o objectivo de continuar a operação de reflorestamento maciça.

“Um dia, 50 milhões de árvores” é a meta que pretende atingir até ao final do ano, para recompor a cobertura florestal nacional.

Um drone “capaz de espalhar mais de 2.500 bolas de sementes em 15 minutos e cobrir quase 9 hectares em 1 hora de voo” vai ser o instrumento propulsor da startup SKT Aero que o estado da Costa do Marfim pretende usar para completar a sua operação “Um dia, 50 milhões de árvores”.

Esta é a terceira edição de um projeto iniciado no final de 2019, e que faz parte do plano do governo para elevar a cobertura florestal nacional para um mínimo de 20% do território até 2030.

O anúncio foi feito durante uma cerimónia na orla da floresta de Anguédédou, um dos últimos verdadeiros pulmões verdes da cidade de Abidjan. O evento, que registou a presença dos embaixadores do Catar e da França na Costa do Marfim, foi uma oportunidade para relembrar o estado crítico das florestas da Costa do Marfim.

As necessidades da indústria madeireira e da agricultura, assim como o aquecimento global, fizeram com que o país perdesse mais de 70% da sua cobertura florestal entre os anos de 1960 e 2015.

A operação atual de reflorestamento já conta com 28.538.234 árvores plantadas desde 1º de junho de 2021 e, com os drones, a meta de 50 milhões de plantas deve ser atingida até ao final do ano.

O ministro condecorou cerca de cinquenta organizações eco responsáveis ​​e instou a população a participar massivamente da operação.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.