Sobre a Covid-19 “África aprendeu a lição de que precisa investir mais na saúde, em unidades hospitalares, formar mais quadros do sector da saúde, médicos, enfermeiros, pessoal técnico…”

 

Presidente da República de Angola João Lourenço no Fórum “África Debate 2020”

“Conectar, investir e comércio” foi o mote do Debate Africano 2020, que pela primeira aconteceu no formato virtual devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19

Organizado pela Invest África com o apoio do Instituto britânico para a Mudança Global e pela Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações de Angola – AIPEX, o fórum teve como principal objetivo conectar os principais investidores, empresas, decisores políticos e empresários de África com os maiores investidores de outros continentes tornando-se num canal para o financiamento e investimento ​​de projetos em todo o continente africano.

Angola foi o único país que se fez representar ao mais alto nível, com a presença do Presidente da República João Lourenço que ao lado de Tony Blair antigo primeiro-ministro do Reino Unido participaram de uma entrevista conduzida por Carlos Lopes Professor de Economia da Universidade da Cidade do Cabo e Alto e Representante da Comissão da União Africana junto à Comissão da União Europeia.

Durante o fórum foram abordados vários temas com destaque para:   A visão do controle de riscos para 2021,  a  Resiliência Africana Nova Ordem Mundial, soluções financeiras inovadoras, como assumir um compromisso renovado de cooperação regional para tirar o continente da crise e Investindo na Resiliência Mobilizando Finanças Sustentáveis

Neste último painel moderado por Rosalind Kainyah   consultora  para Conselhos e Executivos Seniores de empresas globais, participaram Uyi Akpata parceiro sênior regional  da PwC, Christopher Kirigua Chefe Regional de Finanças do Banco Standard Chartered para África e Oriente Médio, Hoda  Moustafa  chefe do Escritório Regional para a África Subsaariana da Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA) e a Chefe de Investimento Responsável da Actis Shami Nissan.

Os quatro oradores debateram sobre os desafios e soluções a longo prazo aplicáveis no contexto socioeconômico da Covid-19 e como a África deverá emergir da sua primeira recessão em 25 anos, mais resiliente do que antes.

Já o presidente da República de Angola João Lourenço em resposta a pergunta de Carlos Lopes sobre à atual pandemia da Covid e está poderá ser uma lição que fica para África?

João Lourenço respondeu que “Como sabe, África talvez seja o continente em relação ao qual havia maior pessimismo sobre as consequências da Covid-19. Felizmente esse prognóstico muito pessimista, negativista, em relação à capacidade de África para enfrentar a pandemia acabou por não se concretizar, ou seja, os níveis de contaminação existentes não são tão grandes assim.

África aprendeu a lição de que precisa de investir mais na saúde, em unidades hospitalares, formar mais quadros do sector da saúde: médicos, enfermeiros, pessoal técnico” referiu o presidente da República de Angola João Lourenço.

 

Leia as outras entrevistas exclusivas de Carlos Lopes a Mercados Africanos

Carlos Lopes – Previsões dramáticas não se concretizaram

Carlos Lopes a Mercados Africanos – Zona de livre comércio africana vai alterar negociações Europa/África

Brasil terá dificuldade em manter relações económicas com a África sem as suas empresas no continente – Carlos Lopes a Mercados Africanos

Zona de livre comércio em África facilitará integração do continente em nova fase da globalização – Carlos Lopes a Mercados Africanos

“África Debate 2020” Presidente João Lourenço responde a Carlos Lopes”

Fórum Brasil África discute recuperação económica e cooperação no pós-pandemia

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.