A música sul-africana abriu-se verdadeiramente para o resto da África e do mundo no decorrer de 2020, através do hit Jerusalema de Master KG e Nomcebo Zikode. Isto motivou o lançamento do “South African Popular Music Awards” (SAPMA), uma nova plataforma de recompensas para artistas sul-africanos e de novos prémios.

Sob a hashtag “Popular”, o evento visa celebrar o que há de mais criativo na indústria musical da Nação Arco-Íris. As coisas não serão como antes”, disse Mathawe Matsapola, a gerente de comunicações da SAPMA.

“Esta é uma plataforma criada para celebrar artistas sem preconceitos ou favorecimentos. Essas são as pessoas e géneros populares que falam a linguagem do nosso mercado. Todos são elegíveis e a participação do público está no centro dos prémios, desde o envio das inscrições até à votação de todos os vencedores com um júri ”, acrescentou ela.

Mathawe Matsapola disse ainda à imprensa sul-africana que os artistas reclamam há décadas por serem “esquecidos e não receberem o reconhecimento que merecem, especialmente no que diz respeito às cerimónias de entrega de prémios”. “O público também compartilha os mesmos sentimentos, porque ano após ano muitos de seus artistas favoritos não são reconhecidos pela música que produzem e tocam”, sublinhou.

As inscrições para este ano estarão abertas de 25 de fevereiro a 26 de abril para singles e álbuns lançados entre 1º de janeiro de 2010 e 31 de dezembro de 2020, gratuita e os géneros que serão celebrados incluem afro-soul, hip-hop , gqom, kwaito, maskandi, gospel, amapiano e mbaqanga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.