África: infraestruturas de saúde de qualidade.

As deficiências dos sistemas nacionais de saúde em África, foram gravemente expostos devido À pandemia da COVID-19, facto evidenciado por falta de testes e das capacidades de tratamento.

No futuro, a crescente população africana irá colocar mais pressão nas infraestruturas, as quais estão distribuídas de forma desigual, com grandes lacunas nas zonas rurais.

Apenas metade das instalações de cuidados de saúde primários na África subsariana tem acesso a água limpa e saneamento adequado e apenas um terço tem acesso a eletricidade fiável.

Neste contexto, o sistema de cuidados de saúde em África sofre de um grande subfinanciamento, precisando de cerca de 26 mil milhões de dólares em investimentos anuais de capital.

Como parte da sua agenda de saúde, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) comprometeu-se a investir 3 mil milhões de dólares na indústria farmacêutica ao longo de 10 anos. O Banco também lançou um multibilionário Mecanismo de Resposta à Covid-19 para apoiar os seus membros regionais no decurso da pandemia.

“A Estratégia de Infraestruturas de Saúde de Qualidade para África estabelece como o Banco irá construir e consolidar a sua vantagem comparativa em infraestruturas de saúde e contribuir para melhorar a qualidade de vida da população”.

A Estratégia foi aprovada através de uma série de consultas, incluindo com os ministros da saúde dos 54 países membros regionais do Banco, parceiros de desenvolvimento e sociedade civil.

A estratégia centra-se em três categorias de infraestruturas de saúde e estabelece três temas transversais: melhoria da conectividade da Internet e das tecnologias de comunicação para reforçar os sistemas de informação sanitária e apoiar a inovação; promoção da colaboração regional e harmonização de políticas e regulamentação sanitária; e diálogo político e assistência técnica.

Segundo o BAD, todos os africanos, independentemente do seu nível de rendimento, devem ter acesso a cuidados de saúde de qualidade, bem como a seguros de saúde e proteção social.

 

O que achas disto? Os cuidados de saúde em África estão mesmo a melhorar? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

BAD: A saúde em África não pode depender de outros

Imagem: © 2019 AKDN / Rahim Kara
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.