“Afrobasket”: “Tubarões Azuis” em 1° do grupo, passam aos quartos-de-final

Depois do Senegal, primeiro país a se qualificar, Angola, Cabo Verde e Tunísia também validaram este sábado, 28 de agosto 2021, os seus “bilhetes” para os quartos-de-final da 30ª edição do “Afrobasket” masculino.

Cabo Verde e Angola venceram na terceira e última jornada do Grupo A do Campeonato africano das nações de basquetebol, derrotando respetivamente o Ruanda e a República Democrática do Congo e apuraram-se para a próxima fase da prova.

Cabo Verde em 1° lugar do Grupo A

Os “Tubarões Azuis” dominaram os ruandeses (82-74), enquanto os atuais campeões africanos, a Tunísia, “passeou” pela República Centro-Africana (68-51), após uma partida em que os tunisinos, sempre mantiveram o controle.

A Seleção de Cabo Verde venceu por 82-74 o Ruanda, país anfitrião, na terceira e derradeira jornada do Grupo A. Os melhores marcadores do lado cabo-verdiano foram Joel Almeida e Fidel Mendonça com 16 pontos e Walter Tavares com 14 ressaltos.

De notar que na fase de grupos, a Seleção cabo-verdiana venceu por 77-71 Angola, após prolongamento, e na segunda jornada Cabo Verde perdeu por 66-70 frente à República Democrática do Congo.

País anfitrião deste “Afrobasket” masculino de 2021, o Ruanda registou a primeira derrota neste torneio frente a Cabo Verde (74-82), durante o 3º e último dia do grupo A.

Depois de um jogo muito disputado, os cabo-verdianos levaram a melhor sobre os ruandeses e graças a esta vitória, os Tubarões Azuis conquistam o 1º lugar do Grupo A com 5 pontos e avançaram para as quartas-de-final.

O Ruanda ocupa agora o 3º lugar do Grupo A, atrás de Angola e, por isso, será forçado a jogar os play-offs, para esperar uma qualificação para os quartos-de-final do “seu Afrobasket”.

Os cabo-verdianos participam pela sétima vez na competição e o melhor resultado foi uma medalha de bronze, 3° lugar, em 2007.

Angola no 3° lugar do Grupo A

A Seleção angolana venceu por 73-58 a República Democrática do Congo na terceira e última jornada da fase de grupos.

O melhor marcador do lado angolano foi Carlos Morais com 16 pontos e Teotónio Dò com 8 ressaltos.

Os angolanos terminaram no terceiro lugar com 4 pontos e apuraram-se para os quartos-de-final.

De notar que os angolanos, em 21 participações, venceram por 11 vezes o título de Campeão africano – 1989, 1992, 1993, 1995, 1999, 2001, 2003, 2005, 2007, 2009, 2013.

A Tunísia venceu com facilidade a República Centro-Africana (68-51), ainda nesta noite de sábado, 28 de agosto 2021 no último jogo do grupo B e conseguiu três vitórias em igual número de partidas disputadas nesta fase de grupos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.