Agricultora de 63 anos ganha prémio WOFAGRIC.

Evelyn Andoh, uma agricultora de 63 que vive e trabalha em Wassa Ekutuatse, uma terra situada na região oeste do Gana, ganhou o prémio Gold in the Soil, no 4º Fórum de Treinamento de Liderança para Mulheres em Alimentos e Agricultura (WOFAGRIC), realizado em Takoradi, na região oeste do país.

O evento, já com 3 anos de existência, é organizado pela Agrihouse Foundation e parceiros e celebra a excelência das mulheres na cadeia de valor da agricultura no Gana, desde a produção até o processamento, ao branding e ao marketing.

Evelyn Andoh além do prémio, constituído por um triciclo, três pulverizadores de mochila, 20 caixas de fertilizante, seis galochas, lamparinas, pacotes de milho e herbicida, ainda recebeu uma placa e um certificado.

 

Agronegócio no feminino

A diretora executiva da Agrihouse, Nana Akyaa Akosa, disse que o Gold in Soil Awards recebeu sete indicações, incluindo duas mulheres agricultoras com deficiência. Mais importante, a Sra. Akosa disse que o agronegócio das mulheres agricultoras deveria causar impactos reconhecíveis na sua comunidade.

A Sra. Akosa ainda disse que:

“A seleção dos vencedores do prémio levou uma equipe da Agrihouse a 23 distritos nas regiões oeste e noroeste”.

“Nas últimas três semanas, concentraram-se em 45 mulheres agricultoras, 17 das quais, com deficiência”.

“Estas agricultoras estão a fazer ondas, destacando-se e apoiando a crescer e a posicionar a agricultura sustentável”.

“A equipe testemunhou cenas emocionantes e cativantes nas fazendas”.

O vice-ministro da Agricultura, Yaw Frimpong Addo, apreciou as realizações notáveis ​​de Madame Andoh e acrescentou:

“Você é uma vencedora porque fez o que chamamos de serviços complementares para o Ministério da Alimentação e Agricultura”.

“Fizemos todas as conquistas no Programa Planting for Food and Jobs para as mulheres”.

“São elas, os pequenos agricultores do Gana. Pequenos agricultores, que constituem cerca de 80% da população agrícola”.

Dando os parabéns às mulheres agricultoras com deficiência, ele agradeceu ainda à Agrihouse Foundation e aos seus parceiros pelo trabalho maravilhoso e afirmou:

“Vocês garantiram que os vossos desafios não limitaram o vosso potencial”.

 

Outros prémios

Também foram atribuídos prémios em outras categorias e as vencedoras foram:

  • Esi Akyere – Passion for Farm
  • Matcom Company – She Innovates Award.
  • Mary Perpetua Kwakuyi – Climate smart women project Award.
  • Eva Adu – Outstanding woman in extension services Award.
  • Rosemond Afua Afful – Star Woman Agripreneur Award.
  • Ekua Badu – Royal Agro Award.
  • Abena Asantewaa – Diamond in the rough Award.
  • Edna Ama Mensah – Feed-to-food Award.
  • Marian Ofori TwumasI – The change champion Award.
  • Monica Nwiah – Princess Carla Award.

 

Conclusão

Estes prémios da Agrihouse do Gana, são um exemplo daquilo que poderia ser feito em outros países, especialmente nos PALOP, para estimular a agricultura local. Fica por isso, aqui a dica, para aqueles “que mandam” aprenderem como se estimula a economia de uma nação.

 

O que achas destes prémios? Concordas que seria importante haver no teu país prémios similares? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Benim: castanha de caju vale 350 Fcfa/kg

Imagem: © 2022 Agri Gold Magazine

    No feed items found.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.