Amusan e Omanyala conquistam o Ouro no CAA.

Tobi Amusan e Ferdinand Omanyala voltam a conquistar o ouro no Campeonato Africano de Atletismo (CAA) que está a decorrer nas Ilhas Maurícias.

Tobi Amusan fez parte da equipe de estafetas da Nigéria nas Olimpíadas de Tóquio e volta a ter um papel importante na vitória da estafeta 4x100m.

Amusan, que conquistou o título dos 100m barreiras na quinta-feira, correu a etapa final para ajudar a Nigéria a vencer a estafeta de 4x100m femininos, quando a sua equipe se tinha apurado para a final com a o pior tempo de todas as equipas classificadas.

A medalha de prata foi para a África do Sul, enquanto a Gâmbia, que teve na estafeta a campeã dos 100m Gina Bass, conquistou a primeira medalha de estafetas em um grande campeonato internacional.

A vitória significa que Amusan, que detém o recorde africano dos 100m barreiras, iguala o feito de quatro anos atrás, quando conquistou os mesmos dois ouros em casa.

O sprinter sensação do Quénia, Ferdinand Omanyala, também correu a última etapa da final da estafeta 4x100m masculinos para ganhar o ouro, equiparando-se à vitória dos 100m individuais obtida na passada quinta-feira.

A África do Sul, apesar do medalhista de prata individual Akani Simbine ter optado por não disputar a final, conquistou a prata com o Zimbábue a ganhar o bronze.

O recordista africano dos 100m, Omanyala, tinha como meta um terceiro título na prova dos 200m deste sábado, mas o sonho esvaiu-se em fumo, após o homem mais rápido de África, não se ter classificado para a semifinal dos 200m, ao terminar a sua série em terceiro com o tempo de 21,0.

Marthe Koala, do Burkina Fasso, venceu o salto em comprimento e nos 800m masculino, Slimane Moula, da Argélia, conquistou o ouro à frente de Nicholas Kiplagat, do Quénia que ficou em segundo e Tshepiso Masalela, do Botsuana, em terceiro.

Houve uma surpresa na final masculina dos 400m, quando Muzala Samukonga, da Zâmbia, conquistou o ouro logo à frente do favorito do Botsuana, Bayapo Ndori que tinha ganho o bronze na estafeta dos 4x400m nas Olimpíadas de Tóquio no ano passado.

O bronze foi concedido a Mohamed Glassi, da Tunísia, após uma análise do photo finish com Zakhiti Nene, da África do Sul.

Na final feminina dos 400m, o ouro foi para a sul-africana Miranda Coetzee, a prata para Niddy Mingilishi da Zâmbia e o bronze para a queniana Veronica Mutua.

Na ausência da medalhista de bronze olímpica da Nigéria, Ese Brume, o ouro no salto em comprimento feminino foi conquistado por Marthe Koala, do Burkina Fasso, melhor do que a prata que ela tinha conquistado há quatro anos.

O marroquino Youssra Lajdoud ficou com a prata e o egípcio Esraa Samir com o bronze.

Brume deveria competir pelo quarto título continental consecutivo, mas não pôde viajar devido a problemas administrativos com o seu passaporte.

O salto à vara feminino foi vencido pela sul-africana Mire Reinstorf, com a sua compatriota Nicole Jansen van Rensburg a ficar em terceiro e Mahfouthi Dorra da Tunísia em segundo.

O título feminino do disco foi para a nigeriana Chioma Onyekwere, à frente de Nora Atim Monie, dos Camarões, com outro nigeriano, Obiageri Amechi a conquistar o bronze.

 

Acompanhaste o campeonato? O que achaste do ouro obtido por Ferdinand Omanyala? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Mboma e Masilingi ficam de fora do CAA

Imagem: © 2022 Athletics Illustrated
close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.