Angola: Montagem de veículos elétricos.

A multinacional indiana Hinduja Group está a negociar a instalação de uma unidade de montagem de autocarros elétricos em Angola.

Além dessa proposta, submeteu ao Governo outras que, também incluem a implantação de operações nos domínios do mercado financeiro, agroindústria e recursos minerais, segundo noticiou o Jornal de Angola, nesta segunda-feira 28 de Março de 2022.

Durante um fórum de negócios realizado sob os auspícios do India-Africa Economic Foundation (IAEF, na sigla inglesa), à margem da Expo 2020 Dubai, neste sábado 26 de Março de 2022, o presidente do grupo, Prakash Hinduja, revelou que propostas para a concretização desses projetos já tinham sido apresentadas e estão a ser avaliadas pelo Governo angolano.

Prakash Hinduja também revelou que está à espera de decisões cruciais nos próximos meses.

A IAEF é um mecanismo institucional, facilitador do sector privado e de micro, pequenas e médias empresas na promoção de conhecimento, tecnologias, indústria, comércio e investimentos entre África e a Índia.

No domínio dos recursos minerais, as propostas incidem sobre a exploração de ouro e a lapidação de joias, apontou Prakash Hinduja, prevendo que o fomento das ligações entre o grupo e parceiros angolanos pode resultar na introdução da inovação e o desenvolvimento de novas soluções, com ações voltadas ao desenvolvimento.

O empresário indiano considerou ser este um momento de celebração das parcerias entre países e organizações estratégicas, numa altura em que é visível o interesse de companhias indianas elevarem a presença nas economias do continente africano.

O embaixador de Angola nos Emirados Árabes Unidos, Albino Malungo, que participou no encontro, sublinhou o potencial da Índia para, por meio de investimentos, promover o crescimento e o desenvolvimento económico de Angola.

Recorde-se que o Grupo Hinduja é um dos maiores e mais diversificados do mundo, com presença direta em 38 países e atividades em mais de 100 e opera globalmente através de investimentos em 11 setores que vão desde Bancos e Finanças até Serviços de Tecnologia da Informação.

 

O que achas do interesse da India por Angola? É bom para o país diversificar este tipo de propostas? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © 2022 Francisco Lopes-Santos
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.