A Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) anunciou, nesta quinta-feira (06/05), o arranque do ciclo curto Zínia Fase 2, ligado à Unidade Flutuante de Produção, Armazenamento e Descarregamento (FPSO), do Pazflor

Localizado em águas profundas de 600 a 1.200 metros e cerca de 150 quilómetros da costa marítima angolana, os recursos da Fase 2 do Zínia estão estimados em 65 milhões de barris de óleo equivalente.

“O desenvolvimento deste projeto foi feito dentro do cronograma inicialmente estabelecido e com custos de investimento mais de 10 por cento abaixo do orçamento, representando uma economia de 150 milhões de dólares”, refere-se no comunicado.

“Sublinho a importância da nossa parceria com a Total Angola e com os parceiros do Bloco 17, porque em conjunto connosco continuam a investir no desenvolvimento dos recursos petrolíferos do país”, salientou Jerónimo Paulino, presidente do conselho de administração da ANPG

Por seu lado o presidente para África, Exploração e Produção da Total, Nicolaz Terraz, igualmente citado no comunicado, sublinhou que “o arranque com sucesso deste projeto, apesar dos desafios da pandemia, demonstra o compromisso da Total em garantir uma produção sustentável no Bloco 17, para o qual a licença de produção foi recentemente prorrogada até 2045”.

Recorde-se que em Cabo Delgado, Moçambique, o grupo francês Total anunciou que suspendeu indefinidamente o seu mega projeto de gás natural liquefeito (GNL) de 22 mil milhões de dólares após o violento ataque a Palma, perpetrado por grupos armados,

“Esta é a única maneira de proteger melhor os interesses do projeto, até que as obras possam ser retomadas”, disse Total lembrando que se trata de um caso de força maior.

Esta decisão é um golpe para Moçambique, que terá de perder milhares de empregos e rendimentos com a venda do gás.

A mudança também será um revés para a Total, que tinha a esperança de começar a exportar o combustível até o final de 2024.

Pela redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome