As fintech africanas entram com o “pé direito” em 2022.

A fintech queniana Lipa Later, especializada em crédito ao consumidor baseado em tecnologia, alavancou 12 milhões de dólares em financiamentos pré-série A.

O financiamento de ações e dívidas contou com a participação de Cauris Finance, Lateral Frontiers VC, GreenHouse Capital, SOSV IV LLC, Sayani Investimentos e Serviços Financeiros Axian.

Os fundos angariados permitirão à fintech fundada em 2018 expandir-se para novos mercados em África, nomeadamente na Tanzânia, Gana e Nigéria, e desenvolver-se nos seus mercados atuais, nomeadamente Quénia, Uganda e Ruanda.

“Estamos muito satisfeitos por trabalhar com os nossos investidores à medida que procuramos crescer e expandir para outros mercados em África. Nos próximos 12 meses, pretendemos crescer e duplicar a nossa presença nos mercados existentes e abrir de três a cinco novos mercados em África”, afirmou Eric Muli, cofundador e CEO da Lipa Later.

O novo financiamento vem além de um investimento não divulgado em 2020 pelo Uncovered Fund, com sede em Tóquio, que investe em start-ups em estágio inicial na África. A Lipa Later ficou entre as cinco start-ups que receberam esse financiamento.

A fintech fornece análise de dados aos clientes para obtenção de crédito acessível, e cobra comissões e taxas de juros.

Por outro lado, a empresa de capital de risco dos EUA Ajim Capital lançou um fundo de 10 milhões de dólares para investir em fintech africanas, com o objetivo de facilitar que os empreendedores se concentrem no crescimento dos seus negócios. O fundo fornecerá financiamentos entre 25.000 a 150.000 dólares para empresas de tecnologia em todo o continente.

No continente, o financiamento de capital de risco está atualmente concentrado no Egito, África do Sul, Nigéria e Quénia, de acordo com o relatório “África: The Big Deal”.

 

O que achas das start-ups? e da transformação digital em curso no continente? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá! Só o Antero Chitunda, escrevo apartir do Huambo-Angola, tenho 34 anos de idade só licenciado em direito e empreendedor.
    Nós últimos tempos, tenho desenvolvido uma fintech focada no serviço de facilitação de levantamento de dinheiro e outros serviços da de pagamento com objetivo de desafogar as grandes enchentes que se regista nos bancos e nos ATMs…. tem sido uma
    Busco por parceiros para alavancar o nosso negócio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.