As autoridades de saúde cabo-verdianas estão a recorrer cada vez mais à única companhia aérea que opera os voos domésticos para evacuações médicas, por não terem meios próprios para o efeito.

Os aviões da transportadora aérea cabo-verdiana TICV (Transportes Interilhas de Cabo Verde) já garantiram evacuações médicas em maca, entre as ilhas do arquipélago, de quase 100 pessoas este ano, um aumento de 67% face ao mesmo período de 2019, segundo a companhia.

Dados da TICV referem que até outubro o total de pacientes em evacuações médicas nos aviões daquela companhia aérea já chegou aos 400. Destes, 100 foram transportados em maca – número que compara com os 60 de 2019, também até outubro – e “uma parte significativa assegurada em voos especialmente realizados durante a suspensão das ligações domésticas”, que vigorou de final de março até 15 de julho, por decisão do Governo, devido à pandemia de covid-19.

A companhia acrescenta que em 2018 realizou um total de 578 evacuações médicas, número que subiu para 675 em 2019, no âmbito da colaboração com o Ministério da Saúde e Segurança Social e as autoridades sanitárias de Cabo Verde, e dentro dos voos comerciais de passageiros que realiza no arquipélago.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.