BAD: 10 mil milhões no Mercados de Capitais em 2022.

O programa de empréstimos a contrair pelo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) de 2022 foi aprovado a 14 de dezembro 2021 pelo Conselho de Administração dessa instituição financeira pan-africana para um montante máximo de 10 mil milhões de dólares, a serem obtidos nos mercados de capitais.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) está ativo em vários mercados de capitais internacionais, incluindo o dólar americano, euro, dólar australiano e libra esterlina. O Banco continua a consolidar a sua pegada ambiental, social e de governação (ESG) através da emissão de obrigações verdes e sociais, que este ano (2021) incluiu a sua primeira transação de obrigações sociais de sempre, em dólares australianos.

O BAS também utilizou as suas prioridades estratégicas, conhecidas como “High 5”, como plataforma para emitir 29 obrigações temáticas, incluindo Integrar África, Alimentar África, Melhorar a Qualidade de Vida para o Povo de África, Industrializar África e Acender África.

O Banco quer continuar a promover o desenvolvimento e aprofundamento dos mercados de capitais africanos através da emissão de dívida denominada em moeda local para facilitar o financiamento das suas operações em moeda local, a par de outras iniciativas.

O Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) tem uma classificação creditícia de AAA em todas as principais agências internacionais de notação financeira, com uma perspetiva de evolução (‘outlook’) estável, e é também classificado pelas agências de rating ESG (ambiental, social e governação).

Recorde-se que o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) foi criado em 1964.

Trata-se de uma instituição financeira multilateral que se dedica a promover o desenvolvimento económico e social sustentável e a redução de pobreza nos países membros regionais (PMR), em África.

A instituição propõe-se atingir estes objetivos mediante (i) a mobilização e afetação de recursos para investimentos em PMR, e (ii) a prestação de consultoria política e assistência técnica a fim de apoiar os esforços de desenvolvimento dos referidos países.

O que pensa sobre isto? Acha que o BAD é um bom Banco? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Veja Também:

Compacto Lusófono: BAD e SFI assinam parceria

BAD e AFD: 2 mil milhões de euros para projetos

Moody’s reafirma classificação AAA do BAD

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.