Marrocos e as Ilhas Maurícias juntam-se ao Índice de títulos africanos da Bloomberg uma iniciativa do Banco Africano de Desenvolvimento, o que marca uma progressão constante dos esforços do BAD para aprofundar o mercado de emissão de títulos em moeda local do continente, leu Mercados Africanos, terça-feira, 19 de janeiro, no site do BAD.

 “Este é um desenvolvimento positivo, já que a inclusão das Ilhas Maurícias e de Marrocos, dois dos maiores emissores africanos, irá melhorar a qualidade de crédito geral da emissão de títulos soberanos africanos em moeda local ”, disse Stefan Nalletamby, Diretor do Departamento de Desenvolvimento do Setor Financeiro do Banco.

Stefan Nalletamby observou que, no ambiente atual, os índices ABABI são uma ferramenta confiável para os investidores internacionais medirem e acompanharem os mercados de títulos soberanos africanos.

“Isso será ainda mais relevante após a crise da COVID-19 porque os gestores da dívida soberana, que terão que diversificar ainda mais os seus instrumentos de financiamento em moeda local, também terão que ajustar as estratégias, melhorar a transparência e ampliar a base de investidores em títulos, tendo em conta o aumento das necessidades de financiamento das economias”, acrescentou o comunicado a que teve acesso Mercados Africanos.

A instituição pan-africana explicou que está a trabalhar para melhorar os mercados de títulos em moeda local do continente, o que criará um ambiente no qual os países africanos podem ter acesso a financiamento de longo prazo.

O Banco frisou que trabalhará em estreita colaboração com o grupo financeiro norte-americano Bloomberg, para fornecer aos investidores referências, transparentes e credíveis. Isto irá fornecer uma ferramenta para melhor medir e monitorar o desempenho dos mercados de títulos africanos.

O Banco também estruturou e investiu num fundo negociado em bolsa, o African Domestic Bond Fund (ADBF), que oferece aos investidores uma ferramenta inovadora para obterem títulos de renda fixa em moeda local. “O ADBF é cotado em dólares americanos na Bolsa de Valores das Ilhas Maurícias e administrado pelo Mauritius Commercial Bank Investment Management”, informou o BAD no mesmo comunicado.

Lançado em fevereiro de 2015 pelo BAD, o índice ABABI inclui, agora, 10 países africanos: Egito, Quénia, Nigéria, África do Sul, Botswana, Namíbia, Gana, Zâmbia, Maurícias e Marrocos.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.