A balança comercial de Cabo Verde voltou a sofrer um desagravamento no terceiro trimestre de 2020 e já diminui quase 10% de janeiro a setembro, embora continue deficitária.

Segundo o relatório do Instituto Nacional de Estatística (INE) sobre o comércio externo de Cabo Verde o total das exportações de bens, de janeiro a setembro, foi de 3.333 milhões de escudos (30,2 milhões de euros), uma perda de 24% face ao acumulado de 4.387 milhões de escudos (39,8 milhões de euros) nos mesmos nove meses de 2019.

Influenciando o desempenho da balança comercial, as importações voltaram a diminuir, 8,9% no terceiro trimestre de 2019, para 17.872 milhões de escudos (162 milhões de euros) de julho a setembro.

O saldo da balança comercial de Cabo Verde continuou assim deficitário no terceiro trimestre, mas reduziu-se em 9,1% nos primeiros nove meses do ano – tal como já tinha acontecido no segundo trimestre -, face a período idêntico de 2019, para – 47.277 milhões de escudos (-428,8 milhões de euros).

A Europa continua a ser o principal cliente de Cabo Verde, absorvendo 92,6% do total das exportações cabo-verdianas, essencialmente peixe, conservas e crustáceos.

Portugal é o país que mais vende a Cabo Verde (53,8% do total) e Espanha o país que mais compra (68,4%).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.