Barril de petróleo custa 130 dólares em Maio.

Os preços futuros do petróleo bruto Brent – a referência para países como Angola, Nigéria, Gabão, Guiné Equatorial – atingiram, em Londres, nesta segunda-feira, 7 de Março de 2022, 130,89 dólares por barril, o preço mais alto em 14 anos que tinha sido fixado a 22 de Julho de 2008.

Em reação à situação da guerra na Ucrânia e das sanções impostas à Rússia o mercado reagiu e o contrato futuro ICE Brent, para entrega em Maio, foi negociado com um aumento de 7,76 por cento, acima do fecho anterior, acabando por se estabilizar em 127,28 dólares por barril.

Recorde-se que a Rússia exporta 2,7 milhões de barris de petróleo por dia para a Europa mas também para a China e para os Estados Unidos e foi até agora a 3ª maior fonte de importações de petróleo bruto para o Reino Unido e a 2ª maior fonte de produtos petrolíferos importados.

Com as sanções económicas e financeiras há menos petróleo russo no mercado global e até agora a OPEP+ do qual faz parte a Rússia não indicaram que iriam aumentar a produção para minimizar o fornecimento de crude a nível mundial e assim evitar a subida vertiginosa do petróleo e dos derivados, como a gasolina e o gasóleo.

A BP, Shell e Equinor já anunciaram o fim das ligações à Rússia e espera-se que a TotalEnergies faça o mesmo.

A situação vai seguramente piorar já que o bloco Ocidental está a ponderar seriamente restrições à importação de petróleo russo, o que terá impacto a nível mundial, com a Agência Internacional de Energia a alertar para o facto de a segurança energética mundial poder estar ameaçada.

E se outros fornecedores, tais como os africanos, podem beneficiar desta situação, tem que se pensar que não é de um dia para o outro que se substitui um fornecedor com o peso da Rússia.

 

O que achas desta situação do petróleo? O aumento dos preços do gasóleo e da gasolina vai impactar a economia Ocidental? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Mais:

África e a subida do preço do petróleo

Imagem: © 2016 Sergei Karpukhin / REUTERS
close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.