BM garante investimento na hotelaria africana.

A Agência Multilateral de Garantia de Investimentos (MIGA), instituição membro do Grupo Banco Mundial, se comprometeu a garantir 270 milhões de dólares em investimentos a serem feitos na África pela empresa especializada em private equity Kasada Capital.

A garantia é de 15 anos e cobre os riscos de restrições de transferência, expropriação, conflito armado e agitação civil.

Kasada Capital, que tem entre os seus patrocinadores o Fundo de Investimento Soberano do Qatar, beneficiará assim de uma garantia de risco do Banco Mundial em projetos de investimento na África.

“O setor de turismo e viagens é essencial para a economia dos países da África Subsaariana, pois cria empregos, fortalece as cadeias de suprimentos e garante o câmbio”, disse Hiroshi Matano, vice-presidente executivo da MIGA.
“As garantias da MIGA apoiarão a criação de empregos e ajudarão os hotéis a cumprir os padrões de construção verde. Isso reduzirá o consumo de eletricidade, água e energia intrínseca em quase 20%”, acrescentou ele

Esta garantia surge na sequência de uma primeira que foi concedida à Kasada Capital aquando da aquisição de novos hotéis, nomeadamente na Costa do Marfim e nos Camarões.

10 novos países poderão beneficiar de investimento cobertos por este mesmo processo. A MIGA não é a única instituição do Banco Mundial que trabalha com a empresa de investimento. Em 27 de julho de 2021, a empresa anunciou que havia garantido um contrato de financiamento de 160 milhões de dólares da Sociedade Financeira Internacional (IFC na sigla em Inglês).

Atualmente presente em 4 países, com dez hotéis no seu portfólio, a Kasada Capital administra 2.016 quartos em marcas hoteleiras reconhecidas como Pullman e Ibis.

A garantia do Banco Mundial pode levantar dúvidas, pois um dos seus grandes patrocinadores é a Qatar Investment Authority, o fundo soberano de investimentos do Catar, que no final de 2020 pesava 300 mil milhões de dólares em ativos sob gestão, e é acionista dos grupos. internacionais, incluindo Glencore e Airtel Africa.

Recorde-se que em abril de 2019, o grupo Kasada finalizou o seu primeiro fundo, Kasada Hospitality Fund L.P, com compromissos de capital de mais de 500 milhões de dólares.

Muitos investidores africanos do setor hoteleiro nem sempre têm a oportunidade de ter esse tipo de garantia que lhes permitiria ter recursos financeiros de longo prazo, mesmo que vários países africanos sejam beneficiários das garantias.

 

O que achas disto? Sabias que o Banco Mundial pode dar garantias aos investidores? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.