A cotação do barril Brent (petróleo de referência para Angola e Nigéria) esteve em forte alta de 4,60 por cento, passando o preço do barril para 66,61 dólares para entregas a serem efetuadas em Junho.

Tal como Mercados Africanos tem vindo a acompanhar os preços do petróleo estão em tiveram ligeira subida, seja devido à queda do dólar americano, já que um dólar mais fraco torna o petróleo mais barato para os detentores de outras moedas, o que geralmente ajuda a impulsionar os preços do petróleo.

As subidas podem também estar ligadas ao aumento nas reservas de gasolina dos EUA e pela procura ─ embora moderada ─ de petróleo, à medida que as refinarias aumentaram a produção antes da época do verão e às negociações entre o Irão e as potências mundiais sobre a retomada do acordo nuclear de 2015, que podem significar que um membro da OPEP teria mais uma vez permissão para fornecer petróleo bruto ao mercado global.

Lembramos que recentemente, a Organização dos Países Produtores (OPEP) e seus aliados, incluindo a Rússia, grupo conhecido como OPEP +, concordaram em regressar aos dois milhões de barris por dia de produção nos próximos três meses.

Embora a procura por petróleo continue enfraquecida pelo impacto do novo coronavírus, a produção parece destinada a aumentar.

Considerando a forte dependência das receitas petrolíferas de Angola e Nigéria e apesar dos preços do petróleo continuarem muito baixos, em comparação aos de antes da pandemia, os ligeiros aumentos das últimas semanas, não deixam de ser boas noticias.

A Rússia disse que as consequências da pandemia da Covid-19 sobre o consumo global de petróleo podem durar até 2023-2024.
Pela redação

close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.