Brent sobe e desce, Junho a 105,07 dólares.

O Brent encerra no mês de Junho acima dos 100 dólares/barril. O contexto do encerramento para este valor deve-se sobretudo ao seguinte:

A conversa entre Joe Biden, e o presidente chinês Xi Jinping teve um impacto muito moderado nos preços do petróleo neste final de semana.

O “Financial Times” também informou que um funcionário do Ministério das Relações Exteriores da China encontrou que o embaixador russo Andrey Denisov, para discutir a cooperação no setor de segurança entre os dois países.

A isto acrescente-se o facto de a China ter enviado um porta-aviões ao Estreito de Taiwan, numa demonstração de força, já que Beijing reivindica Taiwan como parte de seu território.

Foi neste contexto que os contratos futuros do petróleo fecharam a sessão desta sexta-feira 18 de Março de 2022, em alta, mas registaram a segunda queda semanal consecutiva, depois de baterem novos máximos de 14 anos na segunda-feira da semana passada, com os investidores avaliando os impactos da invasão da Ucrânia sobre a oferta do que já foi apelidado de “ouro negro”.

O contrato do petróleo Brent para junho – a referência para Angola, Nigéria, Guiné Equatorial, Gabão – fechou a sessão em alta de 1,45%, a 105,07 dólares por barril, mas finalizou a semana com queda acumulada de 3,3%.

O contrato do petróleo americano WTI para maio subiu 1,34% na sessão, mas caiu 3,9% na semana, a 103,02 dólares por barril.

Os preços do petróleo dispararam no começo do mês, em meio aos temores relacionados à invasão da Ucrânia e ao impacto de sanções do Ocidente sobre o mercado global.

Nas últimas duas semanas, porém, os preços recuaram das máximas da segunda-feira da semana passada, quando o Brent chegou brevemente acima dos 139 dólares por barril.

Recorde-se que o “carrossel” dos preços do petróleo tal como noticiado por Mercados Africanos ocorreu com o progresso limitado nas negociações de cessar-fogo entre a Rússia e a Ucrânia.

Está situação está a condicionar a negociação do petróleo nos mercados financeiros, com os investidores a tentarem antecipar diariamente os acontecimentos e a partir de aí, negociar os preços do petróleo.

 

O que achas deste carrocel? Estas subidas e descidas do Brent, têm alguma lógica? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Imagem: © 2015 Tomas Bravo / Reuters

Autor

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.