A situação na fronteira entre a França e o Reino Unido que esteve fechada durante dois dias, por causa da deteção de uma nova variante do novo coronavírus, particularmente contagiosa, deixou entrever o que poderá ser o futuro próximo se não houver um acordo comercial entre as duas partes.

Com a aproximação do Brexit, a 1 de janeiro, e com o receio da escassez de produtos, a situação na fronteira é caótica como relatam os correspondentes das principais canais televisivos do Reino Unido.

Milhares de camiões acumulam-se nas vias portuárias com engarrafamentos de quilómetros.

Apesar de novo prolongamento, as negociações entre Londres e Bruxelas não podem prolongar-se por mais de alguns dias, já que um eventual acordo tem de ser ainda ratificado – designadamente pelo Parlamento Europeu – antes de entrar em vigor, a 1 de janeiro de 2021.

Entretanto o presidente da Câmara de Londres e a primeira-ministra escocesa pediram a Boris Johnson que negoceie o prolongamento do período de transição do ‘Brexit’ após o aparecimento de uma nova variante do novo coronavírus.

Nomeadamente, o presidente da Câmara de Londres disse que arriscar o “caos” de um ‘Brexit’ sem acordo é “perigoso” e que, com a rápida disseminação da pandemia, “a única coisa em que o país deve concentrar-se é no combate ao vírus”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.