Burquina Faso investe 60 milhões de euros para eletrificação

O Conselho de Administração do Fundo Africano de Desenvolvimento aprovou, na quarta-feira, 15 de setembro 2021, em Abidjan, a concessão de 59,43 milhões de euros em financiamento ao Burquina Faso para aumentar o acesso sustentável à eletricidade a fim de melhorar as condições de vida das populações.

O financiamento através desta “janela” do Grupo Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) consiste num empréstimo de 41,60 milhões de euros e um subsídio de 17,83 milhões de euros.

Por outro lado, o Fundo para a Energia Sustentável em África (SEFA, um fundo especial com vários doadores gerido pelo Banco Africano de Desenvolvimento) concederá uma subvenção de 130.000 euros.

O apoio financeiro do Banco possibilitará a implantação do Projeto de Eletrificação e Desenvolvimento de Conexões Elétricas (PEDECEL), que visa estender a rede de distribuição de energia elétrica de qualidade em benefício de domicílios em diversas localidades periurbanas e rurais distribuídas por dez das treze regiões administrativas do Burquina Faso.

As outras três regiões já estão contempladas pelo projeto “Yeleen” de desenvolvimento de centrais solares e reforço do sistema elétrico – em curso – com financiamento do BAD constituído em 2019.

“O financiamento do PEDECEL confirma a boa sincronização das intervenções do BAD no setor de energia no Burquina Faso nos últimos dez anos”, disse Marie-Laure Akin-Olugbade, Diretora-Geral do Banco Africano de Desenvolvimento para a região da África Ocidental.

O projeto, que deverá ser realizado entre outubro de 2021 e dezembro de 2025, faz parte da iniciativa “Desert to Power” (passar do deserto à energia) , um projeto emblemático do BAD implantado em onze países do Sahel, incluindo Burquina Faso, que visa a produção de 10.000 megawatts de energia solar fotovoltaica até 2030 para 250 milhões de pessoas.

O governo de Burquina Faso estabeleceu como objetivos para 2027, atingir pelo menos uma percentagem de acesso à eletricidade a nível nacional de 60% (90% nas áreas urbanas e pelo menos 30% nas áreas rurais).

No final de 2020, 22,5% dos burquinabês (67,4% nas áreas urbanas, 5,3% nas áreas rurais) tinham acesso à eletricidade.

O PEDECEL responde a três dos cinco objetivos prioritários do BAD: “iluminar e fornecer energia à África”, “industrializar a África” e “melhorar a qualidade de vida das populações africanas”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.