Burquina Faso, começou a construção da maior central solar do país.

A REN África. a pioneira em energias renováveis ​​no continente, anunciou que lançou a construção da central solar Kodeni Solar, perto da segunda cidade de Bobo-Dioulasso, no Burquina Faso.

Com capacidade instalada de 38 MW, a Kodeni Solar será a maior central solar do país e a primeira parceria público-privada a conseguir financeiro. A central devera estar terminada em agosto de 2022.

A Kodeni Solar assinou um Contrato de Compra de Energia (PPA) de 25 anos com a SONABEL, a empresa de energia de Burquina Faso, como parte de uma parceria público-privada com o governo.

A construção foi confiada ao especialista francês INEO pela EQUANS, empresa do grupo Engie. O projeto vai gerar 150 empregos diretos na fase de construção e 35 empregos permanentes na fase de operação.

Com uma produção anual de 73.000 MWh, a central solar Kodeni fornecerá energia limpa, confiável e acessível para cerca de 115.000 residências e reduzirá a dependência do país de combustíveis fósseis e evitará a emissão de 41.000 toneladas de CO2 por ano, ajudando assim o Burquina Faso a combater as mudanças climáticas.

Gilles Parmentier, CEO da Africa REN, disse: “Estamos particularmente orgulhosos do patamar que alcançamos hoje. Kodeni Solar será a maior central de energia solar no Burquina Faso a entrar em operação. Gostaríamos de agradecer particularmente ao governo e às equipes do SONABEL pela sua recetividade calorosa e o seu apoio inabalável na concretização deste projeto num prazo muito curto. “

Bachir Ismael Ouedraogo, Ministro da Energia, sublinhou: “Este é um projeto essencial para a autossuficiência energética de Burquina Faso. A energia solar é a fonte de eletricidade mais barata e abundante do país. Kodeni Solar também demonstra que a estrutura que o governo estabeleceu para incentivar as parcerias público-privadas está a começar a dar frutos. Mais de 500 MW de capacidade serão instalados até 2025 a um preço extremamente competitivo, para o benefício da população e das empresas de Burquina Faso. “

Recorde-se que a REN desenvolve e opera soluções de infraestrutura limpa competitivas e confiáveis ​​para expandir o acesso à eletricidade e promover a autossuficiência energética nos países africanos.

A REN opera principalmente na África Ocidental com a ambição de construir um portfólio de ativos solares – ligados ou não à rede nacional – e de armazenamento com uma capacidade de 250 MW até 2024.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.