Burquina Fasso: Paul-Henri Damiba, tomou o poder.

Paul-Henri Sandaogo Damiba foi apresentado nos comunicados de imprensa lidos ontem na RTB (televisão pública nacional do Burquina Fasso) como presidente do Movimento Patriótico de Salvaguarda e Restauração (MPSR) que agora detém o poder em Burquina Fasso.

Segundo esse comunicado, o agora, ex-chefe de Estado, Roch Marc Christian Kaboré, foi deposto, o Governo e o Parlamento foram dissolvidos e as fronteiras foram encerradas.

 

O golpe

Os acontecimentos passaram-se muito rapidamente no Burquina Fasso, entre a manhã de domingo e a segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022, pela manhã.

Após tiros em vários quartéis da capital, Ouagadougou, e em localidades como Kaya e Ouahigouya, no domingo, 23 de Janeiro de 2021.

Na segunda-feira de manhã, foi dada a notícia da prisão do Presidente Roch Marc Christian Kaboré.

Tal como Mercados Africanos noticiou, o que era um suposto motim militar, resultou em um golpe de estado.

Neste momento, Paul-Henri Sandaogo Damiba, é o nome que está nos noticiários africanos desde domingo, como o homem que derrubou o presidente do Burquina Fasso.

 

Quem é Paul-Henri Sandaogo Damiba

Este oficial sénior de infantaria das Forças Armadas do Burquina Fasso, que assumiu o poder nesta segunda-feira, o tenente-coronel Paul-Henri Sandaogo Damiba é um dos soldados mais influentes e segundo parece, bastante conhecido nos meios militares da África Ocidental.

Na altura do golpe era o comandante da terceira região militar, responsável em particular pelo sistema antiterrorista na zona oriental do Burquina Fasso, bem como pela segurança da capital Ouagadougou, cargo que assumiu oficialmente em Dezembro de 2021, após uma nomeação do presidente Roch Marc Kaboré.

Segundo várias fontes, o tenente-coronel Damiba, teria convivido, durante a sua formação no exército nacional, com o coronel Zoungrana, detido há duas semanas, precisamente por ser suspeito de preparar um golpe de estado.

Em termos de títulos académicos, Sandaogo possui diploma da Escola Militar de Paris, um mestrado em ciências criminais pelo Conservatório Nacional de Artes e Ofícios (CNAM) em Paris e um certificado de especialista em Gestão de Comando e Defesa Estratégica.

Paul-Henri Sandaogo Damiba é um combatente da linha de frente na luta contra o terrorismo no Burquina Fasso.

Entre 2015 e 2019, assumiu responsabilidades militares nas regiões do Sahel e do Norte, uma experiência privilegiada que ele aproveitou para escrever um livro intitulado: “Exércitos da África Ocidental e Terrorismo: Respostas Incertas?“.

O livro é um ensaio de análise, testemunho e julgamento de um homem que participou de várias operações contraterroristas na África Ocidental e que fala sobre a complexidade das questões e os desafios a serem enfrentados na luta contra o terrorismo nesta parte do continente africano.

 

O que pensas deste golpe? Paul-Henri Damiba será o homem certo para ocupar o poder? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.