Cabo Verde ajuda Gâmbia contra o paludismo.

A Gâmbia, quer conhecer experiência cabo-verdiana em matéria de eliminação do paludismo já que apenas está na fase de pré-eliminação desta doença que afeta, sobretudo, os países africanos.

 

A visita da Gâmbia

O Ministro da Saúde, Arlindo do Rosário, recebeu, o seu homólogo da Gâmbia, Ahmadou Lamin Samateh que se encontra em Cabo Verde em visita oficial para, entre vários propósitos, conhecer a experiência das autoridades de saúde cabo-verdiana em matéria de estratégias de eliminação do paludismo.

Neste quesito refira-se que Cabo Verde encontra-se em processo de eliminação da doença com avanços reconhecidos internacionalmente, com quatro anos sem registo de casos autóctones.

A Gâmbia, por sua vez, está na fase de pré-eliminação desta doença que afeta, sobretudo, os países africanos e a visita da delegação da Gâmbia chefiada pelo Ministro Ahmadou Lamin Samateh visa, também, inteirar-se da experiência deste arquipélago no que diz respeito à campanha de vacinação contra a COVID 19 que também posiciona o país como um caso de sucesso.

Um outro objetivo preconizado pela Gâmbia é entender como funciona o sistema de segurança social de Cabo Verde.

Depois de um tete- a-tete, realizado no Palácio do Governo, os dois ministros falaram para a imprensa.

Arlindo do Rosário afirmou ser uma grande satisfação receber o seu homólogo da Gâmbia e a sua delegação em Cabo Verde, sublinhando que o país, enquanto pequeno estado insular, com vários desafios ainda pela frente, tem feito um percurso exemplar, nomeadamente no sector da saúde com ganhos importantes na melhoria de forma consistente e sustentada dos principais indicadores da saúde.

E como exemplo demostrou que, na altura da independência, a taxa de mortalidade infantil em Cabo Verde situava-se à volta de 127/1000 e, neste momento, disse o Ministro, segundo os dados de 2021 esta taxa ronda cerca de 10,5/1000, sustentou Arlindo do Rosário.

O Ministro da Gâmbia também usou da palavra para deixar rasgados elogios a este arquipélago no setor de saúde tendo afirmado que:

“Cabo Verde está no caminho certo porque o desenvolvimento que tem experienciado em diversos sectores, mas sobretudo no sector da saúde, em que, tem sido referenciado nos fóruns internacionais”.

“Onde se tem falado, nomeadamente na questão da eliminação do paludismo e da boa experiência no combate á pandemia da covid-19”.

Ahmadou Lamin Samateh chegou a Cabo Verde, na quarta-feira, dia 3 de Agosto de 2022, para uma visita de estado que terminou hoje, 6 de Agosto de 2022, onde cumpriu um intenso programa de visitas que abrangeu, além de encontros oficiais com as autoridades de saúde cabo-verdianas, deslocações a várias estruturas de saúde da ilha Santiago e outras Instituições como o INPS, INPHARMA e a EMPROFAC.

 

Conclusão

Mais uma vez se prova que Cabo Verde está no caminho certo e não só pelo grande desenvolvimento que tem experienciado no sector da saúde, mas também em diversos outros sectores.

A procura de ajuda, pela Gâmbia, a este “pequeno país” dos PALOP, é claramente indicadora de que Cabo Verde começa a ser reconhecido internacionalmente, pelo grande trabalho evolutivo que têm feito, pós indepêndencia.

Os restantes países dos PALOP, deveriam aprender com a experiência de Cabo Verde e avançar em direcção ao Futuro.

 

O que achas desta visita da Gâmbia a Cabo Verde? Esta visita é sinónimo de que há uma forte evolução no país? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Cabo Verde impulsiona mercados de capitais

Imagem: © 2022 Governo de Cabo Verde

    No feed items found.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.