Cabo Verde: Bancos lucraram 80 mil euros/dia em 2020 apesar da pandemia

Os bancos comerciais de Cabo Verde lucraram quase 80 mil euros por dia em 2020, apesar dos efeitos da pandemia na atividade, mas pelo segundo ano consecutivo não vão distribuir dividendos aos acionistas.

Segundo o Relatório de Estabilidade Financeira de 2020, do Banco de Cabo Verde, consultado pelo Mercados Africanos, os lucros da banca – sete bancos comerciais e quatro ‘offshores’ que só trabalham com clientes não residentes – caíram 6,7% face ao resultado histórico global de 2019.

O documento nas suas conclusões, aponta ainda que nem tudo são boas notícias: “Os ‘stress test’ realizados confirmam a resiliência do setor bancário para absorver choques, mas apontam para possíveis impactos sobre a solvabilidade, caso se materialize o risco de crédito setorial, e particularmente exposto face ao risco de concentração da carteira relativamente aos maiores devedores”.

Contudo, o BCV concluiu que em 2020, globalmente, os riscos à estabilidade financeira relacionados com a situação financeira e prudencial do setor bancário de Cabo Verde, “com maior representatividade no conjunto do sistema financeiro, permaneceram contidos”, e “igualmente nas demais instituições financeiras, indiciando a manutenção da estabilidade financeira”.

O documento refere que a crise provocada pela pandemia de covid-19 – dados os efeitos económicos, sociais e sanitários – afetou a rendibilidade dos bancos, com os lucros a caírem 6,7% face ao ano anterior, para 28 milhões de euros, sem distribuição de dividendos aos acionistas.

“A rendibilidade do sistema bancário foi afetada pela pandemia, e inverteu a tendência de crescimento registada nos últimos anos”, aponta o relatório, acrescentando: “Os efeitos da crise económico-financeira decorrentes da propagação da pandemia do novo coronavírus – SARS CoV-2 afetaram os resultados do sistema bancário, não só a nível da margem complementar, mas sobretudo devido ao reforço das Provisões e Imparidades Líquidas, refletindo o aumento do risco de crédito percecionado”.

Segundo o banco central, o resultado líquido do setor, atingiu 3.100 milhões de escudos (28 milhões de euros) em 2020 – equivalente a quase 80.000 euros por dia -, um corte de 6,7% face a 2019, que apresentou então resultados históricos.

Para esta evolução “contribuíram substancialmente” o decréscimo da margem complementar em 485 milhões de escudos (4,3 milhões de euros), “derivado da performance desfavorável dos rendimentos com serviços” e comissões líquidas, em 203 milhões de escudos (1,8 milhão de euros), e os resultados de reavaliação cambial, que caíram 224 milhões de escudos (dois milhões de euros).

“Esta pressão da margem complementar em sentido descendente poderá ser explicada sobretudo pela desvalorização das taxas de câmbio das principais moedas, pelas restrições impostas pela pandemia da covid-19 e pela suspensão temporária das cobranças de comissões ‘online’”, assume o banco central, no relatório.

Por outro lado, também as consequências do aumento dos níveis das provisões e imparidades líquidas do exercício, que totalizaram 1.100 milhões de escudos (10 milhões de euros), mais 388,8 milhões de escudos (3,5 milhões de euros) face a 2019, “justificado pela estratégia de antecipação de riscos de crédito pelo setor bancário, com o fim das moratórias”.

Seguindo as orientações do BCV, os bancos em Cabo Verde não distribuíram dividendos dos lucros de 2020, tal como já tinha acontecido face aos de 2019, utilizando esses recursos para aumentar as reservas, face às preocupações com a crise económica e sanitária decorrente da pandemia.

“O rácio de solvabilidade do sistema bancário nacional fixou-se em 19,4%, nível mais elevado de sempre, traduzindo-se num aumento na ordem de 1,7 pontos percentuais”, refere o relatório do banco central.

Assim, o capital próprio agregado dos bancos subiu para 23,2 mil milhões de escudos (210 milhões de euros), “em virtude da acumulação de reservas e dos resultados transitados de exercícios anteriores”, correspondente à aplicação dos lucros de 2020, de 3.100 milhões de escudos (28 milhões de euros).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.