Cabo Verde: Centro das discussões do turismo em África

Cabo Verde vai ser o centro das discussões do turismo em África, entre os dias 02 e 04 de setembro 2021, durante a 64.ª Reunião da Comissão Regional Africana (CAF) da Organização Mundial do Turismo (OMT), que acontece pela primeira vez no país, e a segunda edição do Fórum Mundial da OMT sobre o Investimento Turístico no continente africano.

Cabo Verde foi eleito pela Organização Mundial do Turismo (OMT) para acolher esses dois eventos, precisamente na cidade da Santa Maria, na ilha do Sal, a mais turística do arquipélago.

Segundo informações do Governo cabo-verdiano, mais de 30 países africanos, e não só, já confirmaram presença na 64.ª Reunião da CAF da OMT, cuja cerimónia de abertura será presidida pelo Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca.

Já a cerimónia de abertura da segunda edição (depois de Abidjan ter acolhido a primeira) do Fórum Mundial da OMT sobre o Investimento Turístico em África vai ser presidido pelo primeiro-ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, neste que é um dos mais importantes eventos do Turismo a nível mundial.

A 64.ª Reunião da CAF da OMT, organizado pelo Governo de Cabo Verde e pela Organização Mundial do Turismo, deverá ainda eleger os novos presidente e vice-presidente desta Comissão Regional da OMT, bem como os seus representantes para os diversos órgãos estatuários e subsidiários da organização.

“Este será um dos maiores eventos do turismo a acontecer nas ilhas de Cabo Verde”, salientou o Governo cabo-verdiano, que tem desdobrado em ações de promoção e divulgação desses dois eventos, que vão acontecer numa altura em que os países estão na retoma e recuperação do turismo, muito afetado pela pandemia da covid-19.

“Após ano e meio de pandemia com registo do pior ano da história do turismo, é cada vez mais assumido que o momento será de relançamento e retoma do turismo, recuperação e reconstrução das economias, especialmente as dependentes desta indústria global”, referiu o Governo de Cabo Verde.

“A realização destes importantes eventos no nosso país, assumem primordial importância pelo seu impacto e dimensão, uma oportunidade ímpar para Cabo Verde, país onde o turismo é considerado o motor da economia [representa 25% do PIB]”, prosseguiu a mesma fonte.

Cabo Verde é membro do Conselho Executivo e ocupa o cargo de vice-presidente da Assembleia Geral da OMT e vai concorrer a mais um mandato desse órgão executivo da organização para o período 2022-2025, garantiu o ministro do Turismo, Carlos Santos.

Além de todas as discussões à volta do turismo em África, os dois eventos vão ser palcos para a assinaturas de protocolos e memorandos de entendimentos bilaterais, entre Cabo Verde e a OMT e entre outros países, bem como workshops de formação e capacitação.

Durante os três dias, Cabo Verde espera receber até 200 participantes, nacionais e estrangeiros, nomeadamente ministros africanos do Turismo, altos representantes do Secretariado da OMT, incluindo o Secretário-Geral, Zurab Pololikashvili, a Diretora Regional da CAF e seu Adjunto, representantes de organismos nacionais e internacionais africanos, e não só, do setor do turismo.

Segundo o Governo, é ainda esperada a presença de diversos representantes de instituições financeiras e doadores, fundos de investimento e empresas de engenharia, promotores imobiliários, fabricantes de equipamentos, profissionais de viagens, companhias aéreas, promotores e operadores turísticos.

A CAF é um órgão subsidiário da Assembleia-Geral da Organização Mundial do Turismo, e têm a missão de apoiar e ajudar os estados-membros e outras partes interessadas da região, nos seus esforços para desenvolver a indústria de turismo, como um catalisador para o desenvolvimento económico e social sustentável, garantindo que os membros beneficiem plenamente dos serviços da organização.

De entre os seus objetivos, para além de assegurar a implementação do Programa Geral da OMT na região, a CAF funciona como o canal de comunicação direto da organização na região, através do qual as preocupações e necessidades locais, nacionais e regionais possam ser comunicadas com o secretariado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.