A empresa de serviços médicos e de segurança International SOS voltou a classificar Cabo Verde como um dos países mais seguros para turistas, integrando o grupo de uma dezena de Estados, como Suíça, Noruega, Finlândia ou Dinamarca, com um nível “insignificante” de riscos para os viajantes.

As conclusões constam do “Travel Risk Map 2021”, de 02 de dezembro, mapa produzido por aquela empresa, com sedes em Londres e Singapura, que anualmente refere receber cinco milhões de chamadas de pedidos de assistência de turistas. Neste mapa, Cabo Verde surge como o único país em África classificado com o nível “insignificante” – o mais reduzido de cinco – de risco para a segurança das viagens de turistas. Cabo Verde recebeu quase 820 mil turistas em 2019, setor que garante 25% do Produto Interno Bruto (PIB) mas que está parado desde março, devido à pandemia de covid-19.

A International SOS é uma empresa privada que trabalha com organizações internacionais, as maiores empresas multinacionais, governos e organizações não-governamentais, contando com quase três dezenas de centros de apoio a turistas, que servem 90 países. O apoio médico aos turistas é uma das valências da empresa, que emprega 10.000 trabalhadores em todo o mundo, dos quais 1.400 médicos e 200 especialistas em segurança. Partilham a classificação mais alta (“insignificante”) de segurança países europeus como, Suíça, Eslovénia, Dinamarca e Gronelândia, Noruega e Finlândia, além de pequenos Estados insulares nas Caraíbas e no Pacífico.

Por nível “insignificante” de risco de segurança, a International SOS classifica “taxas de crimes violentos muito baixas”, sem “violência política significativa ou agitação civil e pouca violência sectária, comunitária, racial ou direcionada contra estrangeiros”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.