Cabo Verde quer melhorar a integração dos imigrantes.

A vontade de Cabo Verde de querer integrar melhor os imigrantes no seio da sua sociedade está refletida num projeto de cooperação com Portugal, para esse fim.

O projeto “Coop4Int” traduz-se na implementação em Cabo Verde de uma resposta pública de apoio à integração de migrantes com características e funções similares ao modelo português, para além do reforço das capacidades institucionais e da produção de estudos sobre a realidade migratória em Cabo Verde.

Nesse sentido, realizou-se nesta quarta-feira, dia 22 de dezembro 2022, um evento conjunto entre Portugal e Cabo Verde para assinalar o arranque das atividades do projeto “Coop4Int”, um projeto que tem como objetivo geral reforçar os mecanismos de integração dos imigrantes na sociedade cabo-verdiana, fortalecendo simultaneamente as prioridades definidas no quadro de cooperação entre os dois países.

Lançamento do projeto

O evento de lançamento do projeto contou com a participação do Primeiro-Ministro de Cabo Verde, Ulisses Correia e Silva, e da Ministra de Estado e da Presidência de Portugal, Mariana Vieira da Silva, tendo estado também presentes representantes da Comissão Europeia e do International Centre for Migration Policy Development (ICMPD).

Também estiveram presentes as entidades parceiras do projeto, nomeadamente, o Alto Comissariado para as Migrações, a Alta Autoridade para a Imigração, o Instituto Politécnico de Bragança e o ISCTE – Instituto Universitário de Lisboa.

O Primeiro-Ministro de Cabo Verde referiu, ainda, que “as migrações são uma prioridade para o país” e salientou a importância da cooperação com as autoridades portuguesas para a partilha das boas práticas na integração de imigrantes que inspiram o modelo de Cabo Verde.

A Ministra de Estado e da Presidência aproveitou a ocasião para sublinhar que os fortes laços que unem Portugal e Cabo Verde “são convocados para encontrar repostas comuns aos desafios dos nossos tempos”, acrescentando que “a relação próxima e cordial” entre a Alta Autoridade para a Imigração e o Alto Comissariado para as Migrações “fica vertida num projeto robusto”.

Este projeto iniciou-se a 1 de dezembro 2021 e tem uma duração de 37 meses.

És imigrante? Sim? Não? O que pensas do retorno dos imigrantes? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

Veja Também:

Educação em Cabo Verde deve ser assumida pelo Estado

Cabo Verde: 30 milhões em apoio às famílias mais pobres

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.