CAN 2022 com um formato novo incomum.

O Campeonato Africano das Nações (CAN) 2022 contará com 18 equipes em vez das habituais 16, segundo um comunicado da Confederação Africana de Futebol (CAF).

O CAN 2022, será realizado na Argélia e está programado para ocorrer de 8 a 31 de Janeiro de 2023. Os atrasos causados ​​pela pandemia de Covid-19, juntamente com o Campeonato do Mundo no Qatar que irá decorrer entre Novembro e Dezembro deste ano, levaram a, mais uma vez, um atraso na programação.

Segundo o novo formato anunciado pela CAF, serão constituídos cinco grupos; três dos quais terão quatro países, enquanto os outros dois serão compostos por apenas três países. Com este formato incomum, os vencedores dos dois grupos de 2 países, vão disputar os quartos de final com os dois primeiros dos 3 grupos de quatro países.

O comunicado do CAF também confirmou que o sorteio de qualificação será realizado a 26 de Maio, mas não foi indicado o local.

As zonas Central (Chade, Congo, República Democrática do Congo, Guiné Equatorial e São Tomé e Príncipe) e Ocidental A (Cabo Verde, Guiné Conacri, Guiné-Bissau, Libéria, Mali, Mauritânia e Senegal) terão ambas uma “slot” extra de qualificação segundo o novo formato.

O Marrocos participará das eliminatórias da Zona Norte, na tentativa de conquistar o título pela terceira vez, depois de o ter defendido no campeonato realizado nos Camarões no ano passado, devido à pandemia.

As vagas na qualificação para o CAN 2022 são:

Zona Norte – 2 lugares + Argélia (anfitrião)

Zona Oeste A – 3 lugares

Zona Oeste B – 3 lugares

Zona Central – 3 lugares

Zona Centro-Leste – 3 lugares

Zona Sul – 3 lugares.

 

O que achas deste novo formato do CAN? E deste novo “atraso” para o ano seguinte? Queremos saber a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Ver Também:

Qatar 2022: Seleções africanas apuradas

Imagem: © Foot Africa 
close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.