CAN2021: O choque Argélia/Costa do Marfim no Grupo E.

Será que a Argélia com todas as suas “estrelas” vai conseguir uma dobradinha nos Camarões, durante a 33ª edição do Campeonato Africano das Nações?

No passado, apenas três seleções conseguiram esse feito.

São elas: Egito (2006, 2008 e 2010), Gana (1963, 1965) e Camarões (2000, 2002).

A Argélia está mais bem posicionada para triunfar, principalmente porque segue em uma bela dinâmica de 33 jogos sem derrotas e alguns de seus jogadores foram recentemente coroados com o título de campeões do Campeonato Árabe da FIFA no Catar.

A Argélia e a Costa do Marfim apostam no título

Para esta nova edição do CAN, os argelinos serão aguardados com ansiedade e preocupação pelas demais equipas qualificadas.

A Argélia, que participará no seu 19º CAN, pode contar com seu super astro Riyad Mahrez, mas também com o jovem meio-campista Ismaël Bennacer, melhor jogador do CAN anterior do Egito, em 2019.

Esses dois jogadores certamente serão apoiados na sua tarefa de erguer o maior troféu africano, pelos recentes vencedores da Campeonato Árabe da FIFA Qatar 2021: Yassine Brahimi, Youcef Belaïli, Raïs M ‘Bolhi, Bagdá Bounedjah, Djamel Benlamri e Ilyes Chetti.

Grande rival do Grupo E, a Argélia enfrentará a Costa do Marfim que também conta com muitas estrelas: Nicolas Pépé (Arsenal), Wilfried Zaha (Crystal Palace), Franck Kessié (AC Milan), Jérémie Boga (Atalanta), Serge Aurier ( Villareal), Jean Michael Seri (Fulham), Ibrahim Sangaré (PSV Eindhoven), Maxwell Cornet (Burnley), Sébastien Haller (Ajax), atacante do Ajax de Amsterdão marcou 22 golos em 24 jogos desde o início da temporada.

Haller é também o melhor marcador da Liga dos Campeões da Europa com 10 golos em 6 jogos.

Vencedora das edições de 1992 e 2015, a Costa do Marfim, que participa da sua 24ª fase final, também espera uma terceira coroa africana.

Guiné Equatorial, melhorar o 4° lugar de 2015

A Guiné Equatorial está a regressar a uma fase final, depois de ter coorganizado em 2012 com o Gabão e depois só a de 2015, na qual terminou em 4º lugar.

Este ano, o “Nzalang Nacional” colocará as suas esperanças num plantel bastante experiente, que será comandado pelo capitão e melhor marcador de todos os tempos Emilio Nsue (13 golos em 22 internacionalizações).

Neste CAN também são esperados outros jogadores da Guiné Equatorial, como Pedro Obiang (Sassuolo) ou Carlos Akapo Martinez (Cádiz).

Após 26 anos, a Serra Leoa está de regresso

Ausente desde o CAN 1996, a Serra Leoa também está de volta à elite do futebol africano pela terceira vez na sua história.

O “Leone Stars”, que se classificou graças a uma vitória apertada frente ao Benim (1-0), durante o 6º e último dia das eliminatórias, será liderado pela sua vedeta Kei Kamara.

O que achas deste grupo? Quem vai ganhar no embate Costa do marfim/Argélia? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.