Champions: O resumo africano da 2ª jornada (I).

Antes do mais queremos agradecer aos nossos dois leitores – Ermen Muchanga e Osvaldo Chemane Junior – que nos lêem de Matola e Maputo que nos indicaram que no artigo “Os 60 africanos da “Champions” incluem 4 guarda-redes” não tínhamos mencionado os dois jogadores de Moçambique que participam na “Champions”.

Aqui ficam os nomes e clubes: Reinildo Mandava do OSC Lille (França) e Geny Catamo do SC Portugal.

Vamos então ao desenrolar do primeiro dia da segunda jornada, prolífica para os africanos na Liga dos campeões, com dois golos do egípcio Mohamed Salah e um do senegalês Sadio Mané na vitória do Liverpool por 5-1 sobre o FC Porto. O senegalês Idrissa Gueye com o PSG e o marfinense Sébastien Haller com o Ajax Amsterdão também marcaram na terça-feira, 28 de setembro de 2021.

Vejamos o desempenho dos africanos nos grupos, um por um:

GRUPO A

RB Leipzig (Alemanha) – FC Bruges (Bélgica) 1-2

O franco-congolês Christopher Nkunku está em grande forma e marcou o quarto golo nos dois jogos da Liga dos Campeões. O atacante viu o duelo com o guarda-redes adversário validado pelo VAR, apesar da suspeita de dora de jogo. ter impedido o guarda-redes de defender

Ainda no que diz respeito à equipa do Leipzig, o franco-guineense Mohamed Simakan foi titular, ao passo que o maliano Amadou Haidara entrou em jogo, como substituto.

Nas fileiras do FC Bruges, foram titulares os defesas Stanley Nsoki (França / Congo) e Clinton Mata (Angola), assim como o meio-campista Kamal Sowah (Gana).

Paris Saint-Germain (França) – Manchester City (Inglaterra) 2-0

O senegalês Idrissa Gueye fez um grande jogo contra o Manchester City, abrindo o marcador para o PSG com um remate poderoso.

O meio-campista senegalês deveria até ter visto Kevin De Bruyne expulso já que o belga lhe entrou com os pitões da bota, embora sem intenção. Senhor do seu corredor, o marroquino Achraf Hakimi teve uma atuação bastante sólida.

Do lado do Manchester City o argelino Riyad Mahrez teve um mau jogo e esteve praticamente invisível. No entanto deve-se reconhecer que o defesa lateral luso angolano Nuno Mendes, fez uma grande exibição, o que ofuscou o argelino.

GRUPO B

FC Porto (Portugal) – Liverpool (Inglaterra) 1-5

O Egípcio Mohamed Salah marcou aos 30º e 31º minutos aproveitando uma bola mal repelida pelo guarda-redes Diogo Costa do Dragão e ajustando um remate cruzado, respetivamente.

O senegalês Sadio Mané não ficou atrás, embora não tenha precisado de muito esforço para aproveitar um cruzamento ao segundo poste. Quanto ao camaronês Joël Matip, teve um jogo bastante tranquilo na sua posição de defesa do Liverpool.

AC Milan (Itália) – Atlético de Madrid (Espanha) 1-2

As coisas pareciam ter começado bem para o AC Milan, graças ao golo inaugural assinado pelo avançado luso-angolano Rafael Leão (que gratificou o público com um pontapé acrobático sublime).

Mas o resto do encontro complicou-se para os africanos do AC Milan: o médio argelino Ismael Bennacer, o defesa franco-congolês Pierre Kalulu, o senegalês Fodé Ballo-Touré e o marfinense Franck Kessié expulso aos 29 minutos, deixando os seus companheiros sofrerem os “assaltos” do centro-africano Geoffrey Kondogbia e dos seus colegas de equipa Antoine Griezmann e Luis Suarez, que acabaram por marcar no final do jogo.

GRUPO C

Ajax Amsterdam (Holanda) – Besiktas (Turquia) 2-0

Apoos ter feiro um passe para o que devia ter sido o segundo golo do Ajax, mas falhado por Dusan Tadic , o marfinense Sébastien Haller decidiu marcar ele mesmo e “empurrou” uma bola da direita para o fundo das redes.

Foi o quinto golo dele em dois jogos, depois dos quatro (4) da primeira jornada. O ponta-de-lança deu assim problemas ao defesa congolês Fabrice Nsakala. O marroquino Noussair Mazraoui também foi titular, lado do Ajax.

Borussia Dortmund (Alemanha) – Sporting Lisboa (Portugal) 1-0

O defesa marroquino Zouhair Feddal e o avançado cabo-verdiano Jovane Cabral nada puderam fazer para evitar a derrota do Sporting, embora pela margem minimia.

GRUPO D

Chakhtior Donetsk (Ucrânia) – Inter de Milão (Itália) 0-0

Veremos Lassina Traoré na CAN de 2021, em janeiro próximo 2022? O burquinabé sofreu uma lesão horrível no início do jogo.

Real Madrid (Espanha) – Sheriff Tiraspol (Moldávia) 1-2

Jogo incrível do maliano Adama Traoré e do ganês Edmund Addo que ganharam ao grande Real, ainda por cima no Santiago-Bernabeu.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.