China, principal parceiro comercial africano, cresce 8,1%

A China registou um crescimento económico de 8,1 por cento para atingir 114,37 triliões de yuans (cerca de 18 triliões de dólares americanos) em 2021, segundo dados divulgados segunda-feira, 17 de Janeiro de 2022, pelo Instituto Nacional de Estatísticas Chinês (National Bureau of Statistics).

Este é o nível mais alto desde 2012 (7,8%), embora Pequim esperasse um aumento “modesto” de 6% no PIB.

O ano foi, no entanto, foi marcado, primeiro no terceiro trimestre, por uma desaceleração do crescimento chinês (+4,9% num ano), após uma recuperação nos dois anteriores (18,3% e 7,9%, respetivamente). Da mesma forma, o ritmo desacelerou no quarto trimestre (+4%), segundo dados oficiais.

A economia da China continuou a sua recuperação constante em 2021, disse o departamento de estatísticas, liderando o mundo, embora a instituição alerte para a tripla pressão de contração da procura, tensões nas cadeias de abastecimentos e um ambiente externo cada vez mais “complicado”.

Em 2020, o maior parceiro comercial de África anunciou um crescimento de 2,3%. O ano havia sido marcado pela pandemia de Covid-19 e as suas consequências.

Recorde-se que durante 8ª Cimeira China – África de 28 de Novembro de 2021, em Dakar, Senegal, África manifestou o desejo de diversificar as suas relações com a China.

Com efeito, a China é o parceiro comercial mais importante do continente africano, tendo o comércio direto ascendido a mais de 200 mil milhões de dólares em 2019.

O projeto chinês sobre a nova Rota da Seda “Iniciativa do Cinturão e Rota”, fez também parte das discussões durante os três dias da Cimeira, mas foi sobretudo o elevado nível de endividamento de alguns países que lutam para reembolsar Pequim e o pedido da Ministra dos Negócios Estrangeiros senegalesa, Aissata Tall Sall, de uma intervenção chinesa na luta contra a insegurança no Sahel.

“Na nossa cooperação no Sahel, gostaríamos que a voz da China, dada sua influência, fosse uma voz forte em apoio ao Senegal e a todos os países envolvidos no problema da insegurança no Sahel”

 

O que achas da cooperação China – África? E a questão da dívida africana à China? Queremos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.