Com o comércio a baixar, CEDEAO reabre fronteiras.

Os ministros da CEDEAO propuseram o dia 1º de janeiro de 2022 como a data para a reabertura das fronteiras, numa sub-região que tem sofrido muito com a queda no volume de comércio entre seus países.

Mas antes disso acontecer, está em questão chegar-se a um acordo sobre um protocolo comum para a prevenção da Covid-19.

A CEDEAO poderia assim, vir a adotar regulamentos comuns para a prevenção da Covid-19.

A questão já levantada há uma semana em uma reunião virtual de ministros do espaço da CEDEAO foi debatida novamente na Cimeira ordinária de Chefes de Estado e de Governo neste domingo, 12 dezembro 2021, em Abuja, capital da Nigéria e sede da Organização.

Diz respeito, em particular, aos testes PCR e ao seu período de validade em caso de reabertura das fronteiras.

Isso atesta uma “preocupação com a mobilidade de nossos concidadãos e os seus bens, bem como com a recuperação económica da sub-região”, declarou Tei Konzi, Comissário responsável pelo Departamento de Comércio, Alfândega e Livre Circulação da Comissão da CEDEAO.

A disparidade de protocolos a nível de cada Estado membro pode, de facto, ser um travão para a reabertura das fronteiras.

O fechamento das fronteiras tem afetado o comércio intrarregional, e o fato de justificar o seu estado de saúde (se infetado ou não pelo Covid 19) a cada viagem é um verdadeiro calvário operacional e financeiro para as populações da sub-região.

As autoridades esperam uma explosão do tráfego com a retomada das atividades setoriais e, portanto, as formalidades devem ser flexibilizadas em todos os níveis para não criar novos engarrafamentos.

Obviamente, serão tomadas precauções para apoiar a retomada do tráfego, em particular no que diz respeito a procedimentos de resposta em caso de deteção do vírus.

A data de 1º de janeiro de 2022 foi proposta para reabrir as fronteiras, e espera-se que até então um acordo seja alcançado para harmonizar as diretrizes dos quinze Estados que compõem a CEDEAO.

O que pensa sobre isto? Acha que estas medidas e testes para viajar vão resolver o problema? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.