Combater a insegurança alimentar em África.

A fome atinge pelo menos 236 milhões de pessoas em África, de acordo com dados da Organização das Nações Unidas para Alimentação (FAO).

De acordo com a Comissão da União Africana, a crise alimentar é favorecida pelos problemas ambientais que “também aumentam a questão da fome. Hoje, a África carece de soluções para os processos de erosão e desertificação ocorridos com o desmatamento e áreas com solos pobres têm menos possibilidades de produção agrícola e baixa produtividade, ao que se associa o aumento populacional”.

Neste sentido, o Fundo de Assistência Especial de Emergência (SEAF na sua sigla em Inglês) da União Africana vai ser utilizado para solucionar questões de insegurança alimentar e subnutrição que enfrentam 16 países africanos, anunciou em Addis Abeba, a comissária do Departamento para Agricultura, Desenvolvimento Rural, Economia Azul e Ambiente Sustentável, a angolana, Josefa Sacko.

A Comissão da União Africana pretende reestruturar o SEAF, transformando-o num Fundo Africano para Alimentação e Nutrição para combater a fome e a desnutrição e apoiar na procura de financiamento para levar tecnologias melhoradas aos países vulneráveis e na construção de sistemas alimentares.

Orçado em cinco milhões de dólares domiciliados no Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e inativo desde 2014, vai servir para minimizar a situação da fome e do impacto da Covid-19 nesses países.

A implementação do programa de emergência prevê a entrega imediata de sementes certificadas de milho tolerante a seca, trigo, variedades de arroz e soja de alto rendimento e ainda variedades melhoradas de mandioca.

Consta também na ajuda, a entrega de raças de pequenos ruminantes e alevinos de peixes para milhões de agricultores nos países afetados, entre os quais se contam Angola, a RDC, Chade, República Centro Africana, Níger, Mali, Burquina Faso, Serra Leoa, Libéria, Nigéria, Sudão, Sudão do Sul, Etiópia, Somália, Zimbabue e Moçambique.

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.