Conheça o Povo Turkana do Quénia.

Conhece os Turkana? Não? Então vai ficar a conhecer.

África é um dos continentes, ainda com alguns povos que mantêm as suas culturas intactas ou quase.

Apresentamos numa série de vários artigos alguns povos (mas muito poucos) de África que conseguiram preservar as suas culturas intactas durante séculos.

Em áreas remotas e planícies ricas do continente, existem grupos de pessoas que continuam a viver pacificamente, sem depender de nenhuma das invenções que o mundo moderno tanto valoriza.

Trazemos aos nossos leitores algumas dessas comunidades cujas tradições, costumes e modo de vida têm resistido surpreendentemente ao teste do tempo e à força arrebatadora da modernização.

Embora discutível para uns, não podemos deixar de reconhecer a coragem dos que continuam a viver da maneira que os seus antepassados viveram há gerações.

 

Os Turkana

Os Turkana são um povo de pastores seminómadas que habita o distrito de Turkana no Quénia.

Com uma população de cerca de 350.000, pertencem ao grande grupo dos Nilóticos juntamente com, entre outros, os Maasai.

Os Turkana são sobreviventes notáveis ​​que vivem na região terrivelmente seca do Noroeste do Quénia, onde as temperaturas podem atingir até 45 graus Celsius.

A história dos Turkana pode ser traçada até ao Uganda, quando migraram para o vizinho Quénia há cerca de 400 anos.

Tal como outros povos dessa região os Turkana valorizam muito o gado, um símbolo de riqueza e uma importante fonte de alimento. A gordura animal é usada para alimentos e medicamentos.

Os Turkana ainda hoje são também reconhecidos e respeitados pelo poderio militar e a riqueza que acumularam durante décadas de conflitos com povos vizinhos pelo controle do que hoje são as planícies do Norte de Turkana.

O povo Turkana conquistou facilmente outros povos com os quais entrou em contato empregando táticas superiores de guerra, melhores armas e organização militar.

Por volta de 1600, a bacia de Turkana foi totalmente ocupada pelos Turkana e os seus aliados.

Houve longos períodos de paz entre os Turkana e os seus vizinhos até ao início da colonização europeia da África, embora com conflitos esporádicos em que se envolveram os Turkana contra invasores árabes e comerciantes de marfim.

A colonização europeia trouxe uma nova dimensão ao conflito, com os Turkana a oporem uma resistência feroz e duradoura contra um inimigo complexo, os britânicos.

Os Turkana opuseram e mantiveram resistência ativa aos avanços coloniais britânicos, o que finalmente obrigou os britânicos a só terem uma presença passiva, discreta e esporádica na região Turkana.

Por fim e com a eclosão da Primeira Guerra Mundial, algumas partes do território dos Turkana foram finalmente colocadas sob administração colonial.

Da Primeira Guerra Mundial até ao final da Segunda Guerra Mundial, os Turkana combateram ativamente das guerras como aliados da Grã-Bretanha contra a invasão da Itália.

Os soldados Turkana foram os primeiros a enfrentar os italianos quando estes tentaram invadir a Etiópia.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, e com receio de revoltas armadas os britânicos lideraram campanhas de desarmamento e pacificação na Turkana, levando a grandes expropriações de terras e gado de pastores Turkana.

Tendo em mente a resistência que tinham dado os Turkana à colonização, a administração colonial britânica praticou uma política de segregação deliberada do povo Turkana, ao classificar a província de Turkana como um distrito fechado o que levou à marginalização e a nenhum investimento na região Turkana, antes da independência do Quênia.

Os Turkana preservaram notavelmente as suas crenças religiosas tradicionais por séculos.

Muito religiosos acreditam num deus chamado Akuj, a quem se dirigem por meio de orações ou por meio de um intermediário.

 

O que pensas sobre isto, é interessante, não é? E o que dizem os nossos leitores que conhecem o Quénia? Querem acrescentar algo? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo dá um “like (gosto)”.

 

Veja Também:

Conheça os Tuaregues, guerreiros do Saara

Conheça os Wodaabe do Níger e Chade

Conheça os Massai do Quénia

Conheça o Povo San do Kalahari

Conheça os Pigmeus da África Central

Conheça o Povo Dogon do Mali

Conheça o Povo Himba da Namíbia

close
pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.