Conheça os Tuaregues, guerreiros do Saara.

Conhece os Tuaregues? Não? Então vai ficar a conhecer.

África é um dos continentes com alguns povos que ainda mantêm as suas culturas intactas ou quase.

Apresentamos numa série de vários artigos alguns destes povos de África (mas muito poucos) que conseguiram preservar as suas culturas intactas durante séculos.

Em áreas remotas e planícies ricas do continente, existem grupos de pessoas que continuam a viver pacificamente, sem depender de nenhuma das invenções que o mundo moderno tanto valoriza.

Trazemos aos nossos leitores algumas dessas comunidades cujas tradições, costumes e modo de vida têm resistido surpreendentemente ao teste do tempo e à força arrebatadora da modernização.

Embora discutível para uns, não podemos deixar de reconhecer a coragem dos que continuam a viver da maneira que os seus antepassados viveram há gerações.

 

Os Tuaregues

Tribo de guerreiros Tuaregues do Saara
Tribo de guerreiros Tuaregues do Saara

Os Tuaregues são um povo que vive no Saara, a sua população está espalhada por vários países, incluindo Níger, Argélia, Líbia e Mali. São pastores seminómades, movendo-se de um lugar para outro com os seus rebanhos de camelos, gado e cabras.

Contrariamente às mulheres que tradicionalmente não usam o véu, os homens usam-no a partir dos 25 anos, o que significa idade adulta e preparação para o casamento. O primeiro véu é executado por um “Marabu”, ou líder religioso, que envolve o véu na cabeça do jovem.

Os Tuaregues leem árabe, falam Hauçá, mas o idioma principal é o Tamasheq, que pertence ao grupo de línguas Berberes, uma das línguas mais antigas do mundo.

Os Tuaregues são chamados de “povo azul” por causa das roupas cor de índigo que tradicionalmente usam e que mancham a pele. Um povo seminómade descendentes dos nativos berberes do norte da África, embora com uma aparência também subsaariana.

 

Fundação

A Rainha Tin Hinan
A Rainha Tin Hinan

Os tuaregues tiveram como principal protagonista da unificação das diversas tribos e da sua fundação a Rainha Tin Hinan que os terá levado para o Sul.

Essa história foi mantida viva através da tradição oral. Afirma-se que por volta do século IV, Tin Hinan tenha saído de Tafilet, na região do Monte Atlas, no Marrocos, e se tenha deslocado com a sua dama de companhia, Takamat, para a região do Hoogar, no deserto do Saara. Indícios arqueológicos indicam que o topo da pirâmide sociopolítica deste povo era ocupado por uma mulher. Tin Hinan teria conseguido unificar as diversas tribos tuaregues nesse período, sendo considerada a “Mãe de todos”.

Foram encontradas evidências arqueológicas em Abalessa, na Argélia, em 1920. Nesse local foi encontrada uma tumba com restos mortais femininos, além de inúmeros artefatos de luxo, como braceletes de ouro e prata, além de inúmeras joias. Foi possivel fazer uma datação da tumba, através da existência de uma moeda romana do imperador Constantino, referente aos anos 313 a 324, tendo os arqueólogos podido afirmar que haviam descoberto o corpo de Tin Hinan.

Vestígios de uma inscrição em Tifinagh, a escrita tradicional líbico-berbere dos tuaregues, foram encontrados numa das paredes do antigo sepulcro.

Desde essa data que, apesar de serem muçulmanos, os tuaregues são governados por mulheres. A sociedade Tuaregue tradicionalmente apresenta filiação a clãs, estatuto social e hierarquias de castas.

Os Tuaregues controlaram várias rotas de comércio transariano e foram uma parte importante nos conflitos na região do Saara durante a era colonial e pós-colonial.

 

Colonização

Invasão Francesa
Invasão Francesa

No final do século 19, os Tuaregues resistiram heroicamente à invasão colonial francesa e defenderam as suas terras natais do Saara Central.

Aniquilaram várias expedições militares francesas, embora a mais celebre pelos combates travados tenha sido a da expedição liderada por Paul Flatters em 1881.

No entanto, a longo prazo, as espadas tuaregues não foram suficientes para travar as armas mais avançadas das tropas francesas.

Depois de numerosos massacres de ambos os lados, os Tuaregues foram obrigados a assinar tratados de paz no Mali em 1905 e no Níger em 1917.

No sul do Marrocos e na Argélia, os franceses encontraram, porém, resistências muito mais fortes por parte dos Ahaggar Tuareg, que travaram inúmeras batalhas em defesa da região.

Finalmente, no século XX os territórios tuaregues foram ocupados pelas tropas francesas.

 

O que pensas sobre isto, é interessante, não é? Já tinha ouvido falar dos Tuaregues? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”.

 

Veja Também:

Conheça os Wodaabe do Níger e Chade

Conheça os Massai do Quénia

Conheça o Povo San do Kalahari

Conheça os Pigmeus da África Central

Conheça o Povo Dogon do Mali

Conheça o Povo Turkana do Quénia

Conheça o Povo Himba da Namíbia

close

VAMOS MANTER-NOS EM CONTACTO!

Gostaríamos de lhe enviar as nossas últimas notícias e ofertas 😎

Não enviamos spam! Leia a nossa política de privacidade para mais informações.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.