No final de uma reeleição presidencial muito contestada de 31 de outubro (taxa de participação de 53%) pontuada por violência que deixou 87 mortos o Presidente marfinense, Alassane Ouattara, comprometeu-se a trabalhar para melhorar a justiça, consolidar a reconciliação nacional e continuar o diálogo político com a oposição e a sociedade civil por ocasião do seu discurso de Ano Novo, proferido em 31 de dezembro de 2020 .

Ouattara lembrou que a renda per capita da Costa do Marfim passou de 1.213 dólares em 2010 para mais de 2.286 em 2019, o nível mais alto entre os países da Comunidade Econômica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO).

Da mesma forma, a taxa de pobreza caiu de 55% em 2011 e situa-se em 35% em 2020.

O presidente da Costa do Marfim pronunciou-se pela aceleração da transformação económica da Costa do Marfim e anunciou que estão previstos para 2021 cerca de 1.313 km de estradas asfaltadas, 33 pontes e nós rodoviários, a construção de um novo terminal de cereais no porto de Abidjan o que , disse ele, aumentará a capacidade de armazenamento e fortalecerá a segurança alimentar do país.

A Costa do Marfim será, insistiu Ouattara, “um dos poucos países no mundo a manter uma taxa de crescimento positiva. “Num momento em que a maior parte das grandes economias estarão em recessão em 2020, a taxa de crescimento da Costa do Marfim será estimada em 2%”, congratulou-se o Presidente Alassane Ouattara, que destacou a prossecução da política de processamento local de matérias-primas especialmente cacau e castanha de caju.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.