A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa lançou um “apelo veemente” à comunidade internacional para que forneça assistência humanitária a Moçambique, que enfrenta uma difícil situação no norte do país devido à violência.

Num documento divulgado no final do Conselho de Ministros desta organização lusófona, os governantes disseram que fizeram um “apelo veemente à comunidade internacional no sentido de prestar assistência humanitária a Moçambique que neste momento precisa da colaboração dos Estados vizinhos, mas também de toda a comunidade internacional porque a situação que se vive lá é muito complicada”.

O apelo da CPLP surge na mesma altura em que o ministro da Defesa de Portugal visita o país, a convite do seu homólogo moçambicano, e num contexto de escalada da demonstração de força por parte dos extremistas, que têm lançado uma série de ataques nos últimos dias no distrito de Palma, onde estão os megaprojetos de gás natural.

A violência dos últimos anos já fez mais de 2 mil mortos e 560 mil deslocados, de acordo com a contabilização que tem sido feita pelos observadores internacionais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.