“Criar mais oportunidades para as Mulheres Chefes de Família”

“Impõe-se criar mais oportunidades para as Mulheres, em especial para as Mulheres Chefes de Família, uma realidade que não pode ser escamoteada, antes deve ser respeitada e valorizada como um dado da nossa História, da sociologia da família, da economia e das relações humanas no nosso país”, afirmou o Novo Presidente de Cabo Verde, José Maria Neves.

Num excelente e marcante – embora longo – discurso de tomada de posse, seguido em direto por Mercados Africanos, nesta terça-feira, 9 novembro 2021, José Maria Neves que leu o discurso, alternando o crioulo com o português, segundo os temas, começou por dizer “Apresento-me perante vós imbuído de profunda humildade e de um inabalável sentido de compromisso”.

E sublinhou “Quero, pois, exprimir o meu mais comovido reconhecimento ao povo de Cabo Verde, aqui nas ilhas e na Diáspora”.

“Sou o Presidente de todas as cabo-verdianas e de todos os cabo-verdianos!” e homenageou a mãe: “A minha Mãe é a minha fonte de inspiração e de valores para a vida, a minha força, o reduto inabalável”.

Não esqueceu os seus antecessores: “Exprimo uma saudação particular ao Senhor Presidente Jorge Carlos de Almeida Fonseca, a quem cumprimento pelos relevantes contributos à Nação a esse mais alto nível”, sobre Pedro Pires disse: “Saúdo o Senhor Presidente Pedro Pires, Combatente da Liberdade da Pátria, Cabouqueiro incansável desta nossa República, protagonista destacado da Transição para a Democracia e caso raro de renovação quotidiana e inspiradora na luta pelo bem comum”.

Relembrou igualmente os antigos Presidentes, já falecidos, Aristides Pereira e António Mascarenhas Monteiro, “exemplos de dedicação à Causa Nacional, duas personalidades marcantes e incontornáveis da História Contemporânea de Cabo Verde”.

Relembrou a História do Arquipélago e destacou diversas fases da vida do seu país: ”De sociedade escravocrata a uma sociedade crioula, orgulhosamente mestiça, plenamente cosmopolita, um longo e doloroso caminho foi percorrido, sempre povoado por homens e mulheres de força e coragem que souberam alumiar e manter aceso este nosso já muito antigo facho da Liberdade”.

Durante o seu discurso de investidura como o quinto Presidente da República de Cabo Verde, ficou claro que “a grande prioridade nacional” tem de ser, necessariamente, “a reconstrução do país neste ciclo doloroso do pós-pandemia”.

E acrescentou que se tratava de uma tarefa ingente e que exige a convocação de toda a Nação Global cabo-verdiana.

“Este é o tempo de cerrar fileiras e todos, juntos, dar o melhor de nós para o progresso da nossa terra e o bem-estar de todos, a começar pelo dos que têm sido direta e desproporcionadamente mais atingidos em virtude do círculo de fragilidades em que vivem”, afirmou o novo presidente do único Estado Arquipélago.

“A África tem de merecer toda a prioridade enquanto o continente a que pertencemos” enfatizou o novo presidente ao falar das prioridades de política externa e acrescentou que “o Presidente da República garante todo o respaldo a uma crescente presença e participação na CEDEAO e nas instâncias e iniciativas da União Africana e outras instituições de âmbito continental”.

As relações com a União Europeia e as especificidades do relacionamento com a CPLP, não deixaram de ser detalhadamente mencionadas “De entre as organizações a que pertencemos, merecerá a minha máxima atenção e acarinhamento a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, CPLP”.

Entre outros convidados e dignatários estrangeiros estiveram presentes na cerimónia de tomada de posse os Chefes de Estado de Angola, do Gana, da Guiné-Bissau, da Guiné Equatorial, de Portugal e do Senegal, o Vice-Presidente do Brasil, Ministra da Igualdade da República Francesa, o Ministro do Trabalho dos Estados Unidos da América, o Presidente da Comissão da CEDEAO e o Secretário Executivo da CPLP.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.