Dia Mundial do Turismo celebrado em África com o setor muito debilitado.

Celebrou-se nesta segunda-feira, 27 de setembro 2021 o Dia Mundial do Turismo e as celebrações giraram em torno do crescimento inclusivo.

O turismo é um dos setores que mais sofrem com os impactos da Covid-19, com perdas de até 4 triliões de dólares para o PIB global até ao final deste ano 2021.

A contribuição do turismo para o PIB africano caiu em cerca de 83 mil milhões de dólares (queda de 49,2%) e África perdeu cerca de 7,2 milhões de empregos na indústria em comparação com os níveis de 2019.

Para a ONU a retomada do turismo ajudará na recuperação e no crescimento global. O secretário-geral da ONU aproveitou a data para reconhecer o poder da atividade para o desenvolvimento sustentável e inclusivo.

António Guterres informou que apenas entre janeiro e maio deste ano, as chegadas de turistas internacionais caíram 95% em várias partes do mundo e destacou tratar-se de “uma emergência para nações em desenvolvimento”.

Outro fator que impacta o turismo de forma negativa é a mudança climática, principalmente no caso das Pequenas Ilhas em Desenvolvimento.

O secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, OMT, também enviou uma mensagem para o Dia Mundial, onde destacou que o crescimento do setor gera benefícios em todos os níveis, desde a maior companhia aérea até ao menor dos pequenos negócios.

O turismo é um dos sectores económicos mais importantes do mundo. De acordo com a Organização Mundial do Turismo (OMT), é responsável por dar emprego a uma em cada dez pessoas em todo o mundo, sendo o principal sustento para centenas de milhões de famílias.

No ano passado (2020) o turismo sofreu o pior ano desde que há registo, com um decréscimo das chegadas internacionais de 74%.

Os destinos mundiais receberam, em 2020, menos mil milhões de chegadas internacionais quando comparado com o ano anterior, devido às restrições de viagens e a uma queda sem precedentes na procura causadas pela Pandemia. A propagação de covid-19 colocou em risco 100 a 120 milhões de empregos diretos e ainda segundo o último relatório da OMT, o seu impacto no turismo custará à economia mundial 4 triliões de dólares.

Recorde-se que tal como Mercados Africanos, tinha anunciado os membros africanos da Organização Mundial do Turismo (OMT) reuniram-se em Cabo Verde para fortalecer a cooperação e avançar planos de recuperação e crescimento sustentável.

Os delegados sublinharam que o continente está unido em sua determinação de usar o poder do turismo para impulsionar o desenvolvimento e as oportunidades para todos e abordaram os maiores desafios que impedem o reinício seguro do setor em todo o continente.

Foi dada ênfase especial à importância de acelerar o lançamento de vacinas em todo o continente, bem como abordar questões de segurança que continuam a ter um impacto sobre como os viajantes globais percebem a África como um destino turístico seguro.

Também esteve em analise e discussão o nível atual de conectividade entre destinos, com a melhoria das ligações aéreas e a harmonização dos protocolos de viagens identificados como um meio eficaz para impulsionar o turismo regional.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.