Dinossauro atacou sede da ONU em Nova Iorque.

O dinossauro que atacou a sede da ONU em Nova Iorque começou por rugir: “Vocês estão-se a encaminhar para um desastre climático”.

Fazendo uma entrada estrondosa no Salão da Assembleia Geral, famoso por discursos que fizeram história por líderes de todo o mundo, o imponente dinossauro dirige-se a uma plateia de diplomatas e dignitários chocados e perplexos e ruge de novo “é a hora de os humanos pararem de dar desculpas e começarem a fazer mudanças” para lidar com a crise climática.

Referindo-se como fazendo parte de uma espécie extinta, o dinossauro disse: “Pelo menos nós tivemos a desculpa do asteróide”, referindo-se à teoria popular que explica a extinção dos dinossauros há 70 milhões de anos.

“Qual é a vossa desculpa?”

O dinossauro prossegue destacando como o apoio financeiro aos combustíveis fósseis por meio de subsídios – dinheiro do contribuinte que ajuda a manter o custo do carvão, do petróleo e do gás baixos para os consumidores – é irracional e ilógico face às mudanças climáticas.

“Pense em todas as outras coisas que se poderiam fazer com esse dinheiro. Em todo o mundo, há pessoas que estão a viver na pobreza. Não acham que ajudá-las faria mais sentido do que … pagar pela morte de toda a vossa espécie?” pergunta o dinossauro

“E, no entanto, todos os anos, os governos gastam centenas de bilhões de fundos públicos em subsídios aos combustíveis fósseis. Imagine se tivéssemos gasto centenas de bilhões por ano subsidiando meteoritos gigantes”, enfatizou o dinossauro, ao referir-se uma vez mais à teoria da extinção da sua espécie devido ao meteorito…

O programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) trouxe um dinossauro feroz e falador para a sede das Nações Unidas para pedir mais ação climática dos líderes globais, num curta-metragem lançada nesta quarta-feira, 27 outubro 2021, como peça central do novo ‘Don’t Choose Extinction’ (Não escolham a Extinção), uma campanha de consciencialização urgente do impacto das mudanças climáticas no planeta e nas espécies que nele habitam, incluindo nos, os humanos.

Num relatório divulgado nesta quarta-feira, 27 outubro 2021, a ONU diz que o mundo gasta mais de quatro vezes por ano, cerca de 423 mil milhões de dólares, para subsidiar os combustíveis fósseis do que para ajudar os países pobres a combater o aquecimento global.

O secretário-geral da ONU, António Guterres, tem vindo a pedir insistentemente o fim dos subsídios aos combustíveis fósseis, algo de que muitos governos temem por receio de que preços mais altos possam provocar agitação social.

O chefe do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD), Achim Steiner, disse que “sabemos que devemos nos afastar dessas fontes de energia que estão a contribuir para o declínio do nosso planeta”, e acrescentou “acabar com o apoio financeiro para elas de uma forma justa e equitativa é um elemento crítico dessa transição”

Esperemos que os lideres mundiais, tenham tanto medo deste Dinossauro, como nós tivemos dos Dinossauros do Jurassic Park do Steven Spielberg…

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.