Djibuti investe em 17 turbinas para energia eólica

A procura de energia em Djibouti pode aumentar dez vezes nos próximos dez anos e face a este desenvolvimento, o país está a a apostar em recursos energéticos renováveis, dos quais a eólica é um dos pilares.

A Siemens Gamesa, subsidiária do conglomerado de engenharia alemão Siemens, está a construir a primeira central de energia renovável em Djibouti.

A empresa montou a primeira turbina para o novo projeto de parque eólico do país no início deste mês (agosto 2021). Esta é a primeira de 17 turbinas a serem instaladas em Goubet.

A infraestrutura de 59 MW será construída num local de 395 hectares nas margens do Lago Assal. A Siemens Gamesa também fará a manutenção do parque eólico quando estiver totalmente operacional. O contrato de construção do parque foi assinado há pouco mais de um ano, mas a construção adiada devido à pandemia.

Segundo a Siemens Gamesa, este novo parque eólico quase duplicará a atual capacidade instalada de geração de energia no país. A eletricidade produzida em Djibouti vem inteiramente de combustíveis fósseis. A nova instalação, de acordo com a empresa, reduzirá o custo da eletricidade, alcançará a independência energética e reduzirá as emissões de CO2 do país.

Para Markus Tacke, CEO da Siemens Gamesa, “a obtenção a energia acessível é a chave para apoiar o desenvolvimento sustentável e o crescimento económico de longo prazo”.

A ambição do país é a de se tornar o primeiro país africano a operar inteiramente com energia renovável. Atualmente, 65% do fornecimento de energia do país é importado da Etiópia. O consumo das famílias está a aumentar cerca de 10% ao ano. De acordo com dados do Banco Mundial, quase 40% da população de Djibouti não tem acesso à eletricidade.

Siemens Gamesa Renewable Energy S.A. é uma empresa de engenharia eólica hispano-alemã com sede em Zamudio, Espanha, que fabrica turbinas eólicas e fornece serviços eólicos onshore e offshore. É o segundo maior fabricante de turbinas eólicas do mundo.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.