Em 2021, África brilhou no desporto mundial (I)

Do futebol, ao atletismo passando pelos desportos de combate, África brilhou em todos as competições em que participou em 2021.

Mercados Africanos relembra em dois artigos, vários desses momentos – não exaustivos – e dos desportistas africanos e africanas que levantaram bem alto as cores do continente, neste ano de 2021.

 

Jogos Olímpicos de Tóquio

Hugues Fabrice Zango, o primeiro burquinense a subir a um pódio olímpico
Hugues Fabrice Zango, o primeiro burquinense a subir a um pódio olímpico

2021, ano olímpico, terá permitido ver atletas africanos brilharem em Tóquio, mesmo num que o estádio olímpico vazio e com um ano de atraso devido à pandemia do coronavírus.

O queniano, Eliud Kipchoge manteve a sua coroa na maratona.

Também nos lembraremos da tripla continental nos 10.000 metros masculinos: Selemon Barega que ultrapassou os dois favoritos de Uganda, Cheptegei e Kiplimo.

Revelação desta Olimpíada, a namibiana Christine Mboma que conquistou a prata nos 200m com apenas 18 anos.

Ela representa o futuro do continente, como o medalhista de bronze no triplo salto Hugues Fabrice Zango, o primeiro burquinense a subir a um pódio olímpico.

Os lutadores africanos estiveram também ao mais alto nível.

Menção especial aos nigerianos Kamaru Usman e Israel Adesanya e principalmente a Francis Ngannou, campeão dos pesos pesados ​​do MMA recebido como um herói nos Camarões.

 

Futebol

O futebol também se joga na areia e o Senegal descobriu a paixão por esse desporto.

Campeões da África, os “Leões do Teranga” viveram uma verdadeira odisseia no Mundial de Futebol de Praia na Rússia no final de agosto 2021. Falham ter um pé no pódio depois de terem eliminado o lendário Brasil nos quartas-de-final.

O CAF tem um novo presidente, Patrice Motsepe. O bilionário sul-africano, impulsionado pelo presidente da FIFA, Gianni Infantino, sonha em oferecer a África a primeira vitória num Mundial.

 

Desporto Motorizado

Em 2021, o continente religou-se à sua tradição mecânica

Em Junho de 2021, o WRC World Rally Championship voltou às pistas do Quénia após uma ausência de 19 anos com o lendário “Safari”.

 

O que pensas disto? Quais foram para ti os grandes feitos do desporto africano deste ano? Dá-nos a tua opinião, não hesites em comentar e se gostaste do artigo partilha e dá um “like/gosto”. 

 

Ver Também:

2021: Nos JO Tóquio lugar à nova geração (II)

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.