Emirados vão investir 150 mil milhões de dólares

Emirados vão investir 150 mil milhões de dólaresOs Emirados Árabes Unidos querem fortalecer os laços comerciais com a África e a Ásia e planeiam mobilizar 150 mil milhões de dólares em investimentos ao longo de dez anos.

Nesse sentido, o país do Golfo anunciou, nesta terça-feira, 7 de setembro 2021, acordos de parceria económica com o Quénia, Etiópia, Coreia do Sul, Índia, Indonésia, Turquia e Reino Unido, como anunciaram vários média locais esta semana.

Essas parcerias, que se concentrarão em investimentos estratégicos, compras públicas, comércio de bens e serviços, bem como em pesquisa e desenvolvimento, “ajudar-nos-ão a alcançar uma maior acessibilidade a esses mercados. Estamos a falar de cerca de 10% do comércio mundial e 60% da população mundial”, indicou Thani bin Ahmed Al Zeyoudi, Ministro de Estado do Comércio Exterior, citado pela americana Bloomberg, num comunicado a que teve acesso Mercados Africanos.

“Esses países foram escolhidos com base em alguns critérios, incluindo os dados económicos, o consumo interno, as empresas internacionais presentes nesses países e a sua relação histórica com os Emirados Árabes Unidos”, acrescentou ele.

Em última análise, os Emirados Árabes Unidos querem aumentar o volume de comércio com esses mercados, para chegarem a valores de 10 mil milhões de dólares por ano.

Estes recursos deverão também diversificar as fontes de financiamento dos países africanos em causa, num contexto em que a China é o provedor de investimento direto estrangeiro ao Continente.

Por exemplo, em 2019, 60% do IED da Etiópia veio de investidores chineses, de acordo com a CNUCED.

Recorde-se que a África tornou-se um dos destinos de financiamento dos Emirados nos últimos anos. No entanto, ainda é a Ásia (e especialmente a Índia), que atraia maior parte da capital do país do Golfo até agora.

Em 2020, os principais parceiros comerciais dos Emirados Árabes Unidos foram China, Índia, Japão, EUA e Arábia Saudita.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.