Etiópia reúne-se com os credores da sua dívida pública.

O ministro das Finanças da Etiópia, Eyob Tekalign Tolina, anunciou na quarta-feira, 22 de setembro, que a comissão de credores do país se reuniu pela primeira vez na quinta-feira 16 setembro 2021.

A reunião copresidida pela França e pela China foi um sucesso, de acordo com uma nota de seu departamento comentada pelo magazine online Market Screener que sita uma noticia dada pela agência Reuters.

“Esta ação proporcionará alívio de liquidez em face dos desafios económicos criados pela pandemia Covid-19 e ajudará a criar o espaço fiscal necessário”, disse o comunicado do Ministério das Finanças. O valor da dívida a ser reestruturado será conhecido na próxima reunião da comissão”.

Esta primeira reunião é de facto um “passo fundamental” no processo de reestruturação da dívida pública da Etiópia com o G20 e o Clube de Paris de acordo com o “quadro comum” anunciado em novembro de 2020. O país tinha, a 29 de Janeiro, anunciado a sua decisão de usar este instrumento, seguindo assim os passos do Chade.

“A forma como a dívida do setor privado será tratada é algo que a comissão de credores trabalhará nas próximas semanas”, disse Eyob.

Em nota divulgada em 6 de Julho, o Fundo Monetário Internacional (FMI) pediu a “rápida formação” da comissão de credores para permitir a execução oportuna da operação de gestão da dívida cujo país estava a solicitar.

“O objetivo das autoridades é criar espaço fiscal para gastos de desenvolvimento e reduzir o risco de vir a ser classificado de país “sobre endividado” e poder ser considerado país de “endividamento moderado”, reformulando as obrigações do serviço da dívida. A formação da comissão vai ajudar o país nesse sentido, anunciou Gerry Rice, porta-voz do FMI.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.