A administração Trump impõe restrições na obtenção de vistos ,a partir de 24 de dezembro, a certa categoria  de cidadãos de Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, São Tomé e Príncipe, Guiné Equatorial, República Democrática do Congo, Libéria, Sudão, Chade, Burundi, Djibouti, Eritreia, Gâmbia, Mauritânia e Burkina Faso.

Esses cidadãos serão obrigados a pagar uma garantia de entre 5.000 e 15.000 dólares, para a obtenção de vistos de turismo e negócios de 180 dias, para a entrada nos Estados Unidos, soma que lhes será reembolsada no final da estada no país.

Esta medida foi adotada nesta na segunda-feira (23/11)  pela administração do Presidente Donald Trump, e que está  relacionada com a percentagem de cidadãos desses países que ultrapassaram o tempo estipulado de estadia.

Resta agora saber se a nova administração Biden/Harris, que deverá ser empossado a 20 de Janeiro, vai alterar ou suspender este programa já que eles que eles prometeram mudar muitas das políticas de imigração do Presidente Donald Trump.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.