O “impeachment”  (destituição)  de Donald Trump por meio da 25ª Emenda à Constituição dos Estados Unidos esteve em debate nesta terça-feira, 12 de janeiro, no Congresso dos Estados Unidos.

Embora o Vice-presidente Mike Pence tenha acabado por o não invocar, Nancy Pelosi a combativa líder democrata da Câmara dos Representantes, conseguiu, pela segunda vez, reunir os votos necessários para a abertura de um novo procedimento de “impeachment” de Donald Trump, com 232 votos a favor e 197 contra, o que pode levar a um possível julgamento no Senado, a ser agendado após a posse de Joe Biden.

A menos de uma semana do final do mandato de Trump  e da posse de Joe Biden a 20 de janeiro 2021, Pelosi parece ter “encerrado” permanentemente a carreira política de Trump antes, mesmo, do final do seu mandato.

Mike Pence teve nas mãos não só a possibilidade de materializar o  “impeachment “se tivesse invocado por “incapacidade” a 25ª Emenda da Constituição dos Estados Unidos, mas também  as cartas do futuro político do Partido Republicano, para além de ter podido optar por continuar a distanciar-se de forma inequívoca de Donald Trump .

O Vice-presidente perdeu uma grande oportunidade política que lhe teria permitido posicionar-se e, possivelmente, afirmar-se como uma alternativa credível para os republicanos, agora divididos, fragilizados e estagnados devido a quatro anos de populismo perigoso, promovido por um presidente que mantém e promove a desconfiança em relação às instituições democráticas e cujo ponto culminante foi a instigação ao assalto ao Capitólio.

No final, ao abster-se de invocar a 25ª Emenda, Mike Pence que, segundo disse, preferiu jogar a carta do “apaziguamento”, junta-se, de certa forma, a Donald Trump que no dia 20 de janeiro 2021 sairá pela porta dos fundos da história como o único presidente dos Estados Unidos a ser submetido a um procedimento de “impeachment” duas vezes durante um mandato.

pub

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite o seu nome aqui


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.