Na Guiné-Bissau, são esperadas no próximo ano, cento e cinquenta empresas internacionais que vão expor os seus produtos na feira internacional de Bissau, informou esta quinta-feira (03/12) o Coordenador do Instituto de Formação da CPLP para Guiné-Bissau.

José Manuel Vicente fez saber que, a feira internacional de Bissau, pode gerar investimentos estrangeiros no país.

“A missão principal é trazer cerca de cento e cinquenta empresas internacionais, que vão tomar parte na feira internacional para virem expor os seus produtos na Guiné-Bissau para que os empresários possam decidir se investirão ou não no país”, acrescenta o Coordenador do Instituto de Formação da CPLP para Guiné-Bissau.

José Manuel Vicente disse estar otimista com a dinâmica que o sector empresarial assinala no espaço CPLP, não obstante a pandemia da COVID-19.

Esta pandemia disse Vicente “trouxe oportunidades a partir do momento que as pessoas evoluam e acompanham o desenvolvimento tecnológico podemos contribuir como fizemos este ano, que em Abril de 2020 oferecemos um milhão de cursos gratuitos on-line para todos os países da CPLP”. Em relação a parte empresarial, José Manuel Vicente manifestou-se disponível para colaborar, cooperar, ajudar o país , e trabalhar com todos

Coordenador do Instituto de Formação da CPLP para Guiné-Bissau falava após um encontro com chefe de estado guineense, de quem diz ter recebido garantias de colaboração.00

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.