O Fundo Monetário Internacional (FMI) elogiou as medidas, sociais e económicas, adotadas pelo Governo de Cabo Verde para lidar com a crise provocada pela pandemia de covid-19, assumindo que foram “desenhadas de forma apropriada e bem direcionadas”.

Ao concluir a segunda revisão do Instrumento de Coordenação de Políticas, aprovado em julho de 2019, o FMI assume que “a implementação das políticas e reformas durante este período difícil serviu para apoiar a estabilidade macroeconómica”.

“As medidas desenhadas de forma apropriada e bem direcionadas tiveram como objetivo melhorar o sistema de saúde, conter o contágio comunitário da doença, proteger os mais vulneráveis, dar liquidez ao sistema bancário, facilitar o acesso ao crédito e facilitar as obrigações fiscais”, assume a instituição, que mantém a previsão de uma recessão de 6,8% este ano e de um crescimento de 4,5% em 2021  em Cabo Verde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite o seu comentário!
Por favor, digite aqui o seu nome


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.